sexta-feira, 1

de

julho

de

2022

ACESSE NO 

Saiba para onde foram Beto Passos e Renato Pike

Últimas Notícias

- Ads -

Prefeito e vice de Canoinhas foram presos na sétima fase da Operação Et Pater Filium

O prefeito Beto Passos (PSD) e o vice-prefeito Renato Pike (PL), presos na manhã desta terça-feira, 29, durante a 7ª fase da Operação Et Pater Filium – que também levou os prefeitos de Major Vieira e Bela Vista do Toldo à prisão -, ficaram detidos inicialmente no Fórum da Comarca de Canoinhas e foram encaminhados a presídios nas cidades de Joinville e Jaraguá do Sul no final da tarde. Os demais presos foram encaminhados ao Presídio Regional de Canoinhas. Até o final da tarde desta terça, seis deles já haviam dado entrada no Presídio de Canoinhas.

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) autorizou a prisão de 15 envolvidos com denúncias de crimes de corrupção passiva, fraude a procedimentos licitatórios e embaraçamento de investigação relacionada a organização criminosa na sétima fase da Operação Et Pater Filium. Não há confirmação se todos os mandados foram cumpridos, mas sabe-se que o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), braço armado do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), esteve em todos os endereços onde foram cumpridos, ainda, 47 mandados de busca e apreensão. 

Participaram da operação mais de 140 agentes, entre policiais, integrantes do Gaeco e do Grupo Especial Anticorrupção (Geac) e demais forças de segurança pública, além de integrantes do Gaeco do Paraná,  do Instituto Geral de Perícias (IGP) e da Secretaria da Administração Prisional e Gaeco do Paraná.  

O trabalho é fruto do desdobramento das investigações realizadas das fases anteriores da Operação Et Pater Filium em que se apuraram crimes contra a administração pública e outros na região do Planalto Norte, envolvendo agentes públicos e particulares.

Leia mais: