segunda-feira, 27

de

setembro

de

2021

ACESSE NO 

Usuários da SC-477 programam manifesto para segunda-feira

Últimas Notícias

- Ads -

Ideia é paralisar a rodovia depois que governo postergou para 2022 reestruturação da pista

 

 

 

PROTESTO

Caminhoneiros e empresários cansados de promessas de governos e deputados, resolveram aproveitar o primeiro dia de fevereiro, quando há possibilidade de uma nova paralisação nacional dos caminhoneiros, para chamar a atenção do governador Carlos Moisés (PSL). Eles prometem fechar a SC-477, no mesmo dia, já que a via é de responsabilidade do Estado.

 

 

 

A situação da rodovia chegou ao limite do suportável, principalmente agora quando a BR-280, entre Mafra e Canoinhas, está interditada devido a uma cratera que se abriu depois das últimas chuvas.  A opção aos motoristas, agora, é seguir pela BR-116, até Papanduva, e então entrar pela SC-477. A partir dali é possível voltar à BR-280, para quem vai até Canoinhas, Três Barras e outros municípios da região do Planalto Norte e municípios do Sudoeste do Paraná.

 

 

 

Conforme a coluna informou na quinta-feira, 28, o Estado vai passar 2021 promovendo um estudo para só iniciar obras de reestruturação da 477 em 2022.

 

 

 

Essa é a época em que caminhoneiros, por exemplo, transportam milho até os portos de Itajaí e Navegantes. O cereal sai dos armazéns da região. Estes mesmos depósitos devem receber a soja no mês de abril. Isso sem falar de outros produtos, como móveis, cargas frias, entre outros produtos como frango, suínos e bovinos. A maioria é produto de exportação.

 

 

 

O empresário e transportador, morador de Papanduva, Celio Munch, e o também empresário, Narciso Woichikosky, que vai construir uma fábrica de ração em Major Vieira, explicaram que a ideia é fechar a rodovia na próxima segunda, das 12 às 14 horas. O fechamento deve se repetir ao longo da semana até que o Governo sinalize com uma resposta.

 

 

 

A gerente do Posto Denilson, às margens da SC-477, Laudelir Stopa, em Major Vieira, falou que já são mais de 20 anos que vivem nesta situação. Algumas obras são realizadas somente de forma paliativa, necessitamos da recapagem urgente. “São várias famílias que sofrem por causa desse descaso do governo do Estado. “Todos os dias, são pneus furados, acidentes e carros quebrados”, conta.

 

 

 

 

Nesta semana o Deinfra esteve fazendo uma operação tapa buracos na rodovia, mas os motoristas sabem que na próxima chuva os buracos voltam todos, como já aconteceu anteriormente. Em 2018, as próprias prefeituras da região, realizaram uma operação tapa-buraco e limpeza das margens. Mas, passados três anos, nada do governo recuperar a via. (Colaborou Vilmar Bueno Espeto)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NADA PARA A 477

Peterson Paul / Secom

Nesta quarta-feira, dia 27, o governador Carlos Moisés esteve em Brasília, em audiência com o ministro da infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e solicitou recursos e obras para as seguintes rodovias: BR-470, entre Blumenau e Navegantes, e também para a BR-163, no extremo Oeste. Sobre a SC-477, nenhum pedido ou recurso, a exemplo da Serra Dona Francisca, que liga Joinville ao Planalto Norte, outro trecho que está abandonado.

 

 

 

Vale lembrar que o estudo custará quase R$ 700 mil. A obra de reestruturação custará muito mais, porém, o Estado ainda não disse de onde vai tirar o dinheiro.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CARNAVAL

Sempre protocolar, o decreto de ponto facultativo que os prefeitos assinam no carnaval tem novo significado neste ano. Isso porque se for considerado feriado libera muita gente para viajar e, até mesmo, promover aglomerações. Em Canoinhas, prefeito em exercício Renato Pike (PL) analisa se assina ou não o decreto. Se for assinado, já adianta que na segunda-feira, 15, todos terão de trabalhar na prefeitura.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

RECURSO

O candidato derrotado de Três Barras, Gilson Nagano (PL), recorreu da decisão de 1ª instância que inocentou o prefeito reeleito Luiz Shimoguiri (PSD) da acusação de compra de votos. O resultado que ele busca no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) é que se determine que os processos voltem para Canoinhas e que seja determinada a instrução processual deles, ou seja, citação de Shimoguiri e da vice-prefeita Ana Cláudia Quege (PP), designação de audiência, oitiva de testemunhas e outras provas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

OLHA EU

Vereador Abrahão Mussi postou foto no Centro de Estudos na Administração Pública (Ceap) durante curso que ele fez ao longo da semana ao lado do presidente da Câmara, Edenilson Engel. Apesar de os dois já terem sido eleitos para outros mandatos, fizeram um  curso  presencial de formação intensiva de vereadores, conforme a coluna mostrou nesta semana. Abrahão disse que precisou se atualizar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FORA

Os professores da rede municipal de ensino de Canoinhas ficaram de fora do reajuste salarial de 5,4% concedido neste mês. Segundo o secretário de Educação de Canoinhas, Osmar Oleskovicz, os reajustes dos professores sempre foram concedidos fora do quadro geral de servidores. Em 2020, por exemplo, diz ele, enquanto que os demais servidores tiveram reajuste de 4,5%, os professores receberam 12%. Neste ano, contudo, os recursos do Fundeb, dinheiro destinado pela União para cobrir custos com a educação, estão mais curtos, o que leva o Município a puxar o freio. “Não adianta concedermos reajuste e depois não conseguirmos pagar”, pondera. Dessa forma, só terão reajuste os professores da rede municipal que recebem o piso. Esse valor não pode ser menor que R$ 2.888,24.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VACINADO

Comemorando a chegada da vacina contra a covid-19, o ex-deputado estadual e médico, Antonio Aguiar, comemorou a dose recebida ontem. Além de trabalhar na Saúde, Aguiar faz parte do grupo de pessoas com mais de 60 anos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

XADREZ

Vereador Marcos Homer (Podemos), representando também as vereadoras Juliana Maciel (PSDB), Tati Carvalho (MDB) e Zenilda Lemos (MDB), entregou em mãos do secretário municipal de Meio Ambiente, Agostinho Machado Filho, um projeto que sugere a construção de mesas de xadrez nas praças de Canoinhas.

 

 

 

“Muitos municípios vêm implantando esse projeto, que visa incentivar a prática de se jogar xadrez, um esporte com inúmeros benefícios, além de ser mais um espaço para a socialização das pessoas que frequentam as nossas praças”, comentou o vereador.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Muitos temiam perder o auxílio emergencial do Governo Federal e, por isso, desistiam da oportunidade”

do ex-secretário de Desenvolvimento Econômico de Canoinhas, Marcos Tiago Gonçalves, sobre o motivo de muita gente desistir de uma vaga de emprego ofertada pelo Sine