Três Barras: “Foi feito na base da mentira ou é só ignorância mesmo?”, questiona vereador governista sobre relatório


Dados foram apresentados na semana passada pelo vereador opositor Laudecir Gonçalves, o Barriga

 

 

 

 

TEMPO FECHADO

O clima tenso das sessões da Câmara de Vereadores de Três Barras esquentou a valer na sessão virtual desta segunda-feira, 12. Governista, Abraão Mussi (PSL) apontou contradições em um relatório sobre pagamento de gratificações a servidores públicos municipais. Ele fez uma referência específica a uma enfermeira apontada como beneficiária de salário mensal de R$ 21,7 mil. O relatório mostrado por Laudecir na semana passada, explicou Abraão, se referia ao total de proventos do chamado “centro de custos”, que seria a pasta a qual pertence a enfermeira que, de fato, estaria recebendo salário de R$ 1,2 mil.

 

 

 

 

“Foi feito na base da mentira ou é só ignorância mesmo?”, questionou Mussi. Ele apresentou outro relatório que contesta o apresentado na semana passada.

 

 

 

 

Laudecir partiu para o ataque: “Queria agradecer a cultura do meu colega que me chamou de ignorante, mas tenho apenas o segundo grau enquanto o senhor tem ensino superior. Vou no seu local de trabalho da próxima vez para tirar dúvidas, mas isso se o senhor estiver no seu local de trabalho. Eu realmente não tenho como entender”, afirmou listando uma série de supostas contradições no relatório que ele escrutinou na semana passada. Barriga, como o opositor é conhecido, admitiu saber do salário real da enfermeira, mas destacou que transparência não se exerce com dados contraditório e pouco claros.

 

 

 

 

“Quando todas as secretarias tiverem transparência, nada mais que transparência, perfeito”, concluiu Laudecir.

 

 

 

 

O clima tenso entre vereadores governistas e os que apoiaram Gilson Nagano (PL) na campanha passada vem em um crescendo desde a estreia da atual legislatura quando Josi Gazaniga (MDB) cobrou maior lisura com o gasto em diárias. A julgar pela sessão desta segunda o clima não tem como melhorar tão cedo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Acho que o vereador Abraão tá saindo da casinha”

do vereador Marcos Rogério de Paula (PL) ao ser interrompido pelo colega. O presidente Edenilson Engel (PSD) alertou que: “Não pode virar um bate papo” ao repreender Laudecir pela interrupção. Engel se irritou com os colegas e exigiu respeito

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FAZENDO ESCOLA

Vereador tresbarrense Laudecir Gonçalves (PL) apresentou projeto de lei semelhante ao aprovado em primeira votação na semana passada em Canoinhas que proíbe a utilização de qualquer tipo de fogos de artifício e artefatos pirotécnicos de alto impacto com efeito de tiro em Três Barras.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SEGUNDA VOTAÇÃO

Vai a segunda votação nesta terça-feira, 13, projeto de lei que muda o nome do Parque de Exposições Ouro Verde para Parque Municipal de Exposições Agropecoindustrial Ouro Verde José João Klempous. O projeto é de 2019 e tem autoria do ex-vereador Célio Galeski. Houve resistência no governo em homenagear Klempous e a questão foi resolvida com um arranjo que não exclui o antigo nome do parque. Klempous, morto em 2019, foi idealizados do parque quando prefeito em 1988.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PRESENÇA

Biluka/Divulgação

A deputada federal Norma Pereira (PSDB) participou da sessão da Câmara de Canoinhas desta segunda, 12, e, para além dos salamaleques dos nobres edis, recebeu leves pressões para garantir recursos para a região, como o do vereador Wilmar Sudoski (PSD), que afirmou que se faltam emendas sobram ministérios para se peregrinar.

 

 

 

Norma, no entanto, foi bem objetiva, lembrando que as emendas individuais já foram carimbadas por Carmen Zanotto (Cidadania) e lhe resta agora correr atrás de um naco das emendas coletivas de bancada.

 

 

 

 

Ela contou, também, que vai montar um comitê de mandato em Canoinhas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2 + 2 = 5

Vereador Maurício Zimermann (PL) disse a vereadora Norma Pereira que espera que ela faça diferença e torne-se uma referência para todo o Planalto Norte, pensando em se somar a até três deputados federais da região nas próximas eleições. A conta, no entanto, não fecha. Por uma questão de somatória de eleitores e os paraquedistas que sempre existirão as chances de se fazer três deputados estaduais do Planalto Norte nunca se concretizaram, quem dirá deputado federal. A fala não é mais uma platitude do vereador. O PL já começa a se movimentar para apontar um candidato regional para o Congresso em 2022, a despeito da trajetória de Norma.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LÍNGUA DO X

Vereadora Silmara Gontarek (PSL) mencionou a presença do tenente coronel Silvano Sasinski na sessão da Câmara desta segunda se referindo ao militar que comanda o 3º Batalhão de Polícia Militar como “Xaxinski”.

 

 

 

 

 

 

 

 

VISITA

Divulgação

Ex-comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, o deputado Coronel Mocellin percorreu o Planalto Norte na semana passada, visitando cidades da região como Porto União, Canoinhas e Mafra. O objetivo principal foi ouvir demandas de setores como a segurança pública. Por isso esteve em batalhões da PM e do CBM.

 

 

 

Em Canoinhas, recebeu, entre as demandas, recursos para a reforma do quartel da Polícia Militar. Em Mafra, encontrou-se com o prefeito Emerson Maas, que solicitou emenda para a compra de uma retroescavadeira.

 

 

 

 

O deputado Coronel Mocellin percorreu mais de 2 mil quilômetros entre o Grande Oeste e o Planalto Norte, realizando mais de 40 reuniões.





Deixe seu comentário: