segunda-feira, 15

de

agosto

de

2022

ACESSE NO 

PSDB e MDB dividem palanques com Lula ou Bolsonaro em 16 Estados e Distrito Federal

Últimas Notícias

- Ads -

Alianças inviabilizam apoio a candidatura de Simone Tebet

OBSTÁCULO

Com apenas 1% de intenção de voto segundo o último Datafolha, a pré-candidata pelo MDB à Presidência da República, Simone Tebet, enfrenta sérios problemas para ver sua campanha decolar. Apresentada como alternativa ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e ao presidente Jair Bolsonaro (PL), tanto o MDB quanto o PDSB do seu possível vice, Tasso Jereissati, já tem compromisso com os líderes das pesquisas. Levantamento feito pelo jornal O Estado de S.Paulo identificou 16 Estados, além do Distrito Federal, em que os diretórios de MDB e PSDB já apoiam ou negociam alianças com pré-candidatos a governador alinhados a Lula ou Bolsonaro. Aqui em Santa Catarina, por exemplo, o PSDB está com Bolsonaro.

O MDB de Simone está com o PT de Lula em Alagoas, Ceará, Paraíba Pará, Bahia, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Piauí e Amazonas. Emedebistas se aliaram a pré-candidatos ligados ao presidente em Roraima, Acre, Rio, Paraná e Distrito Federal.

Embora nenhum pré-candidato tucano declare apoio a Lula, o PSDB está no mesmo grupo do PT ou caminha para isso em Alagoas, Maranhão, Pará e Rio. Em Mato Grosso do Sul, terra de Simone, o candidato do PSDB, Eduardo Riedel, disse estar “fechado com Bolsonaro”.

Fazer parte do mesmo grupo político nos Estados não significa que os diretórios do PSDB e do MDB apoiam o atual ou o ex-presidente formalmente, mas dificulta a penetração regional da chapa Simone-Tasso.


AVAL

O presidente estadual do PDT, Manoel Dias, afirma que o pré-candidato à Presidência da República, Ciro Gomes, deu o aval para que os trabalhistas em Santa Catarina se unam ao PT. Além do apoio à pré-candidatura de Décio Lima (PT) ao Governo do Estado, Dias reafirmou que a vaga ao Senado é do PDT. Esse posicionamento joga o PSB para a condição de vice de Lima, caso os socialistas queiram estar na majoritária.



FIRME NO PSD

Willian Godoy (PSD), que na sexta-feira, 24, recebeu o deputado federal Darci de Matos (PSD), garante que não passam de boatos que ele tenha desejo de deixar o PSD. Os rumores ficaram mais intensos depois que ele começou a compartilhar postagens do governador Carlos Moisés (Republicanos).



RETARDATÁRIO

Nilson Cochask está preso desde 29 de março/Arquivo

A defesa do ex-secretário de Obras de Canoinhas, Nilson Cochask, protocolou na semana passada o primeiro pedido de habeas-corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ).


QUEM VEIO ANTES

Foi Claudinei Ribeiro, o Baixinho, quem fez o primeiro acordo de colaboração premiada, e não o ex-prefeito Adelmo Alberti, descortinando a desgraça de Beto Passos e Renato Pike. Bem por isso, já está solto.


REPOSIÇÃO

Prefeito de Bela Vista do Toldo, Alfredo Cesar Dreher (Podemos), concedeu reposição salarial de 5,45% ao funcionalismo baseado no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) acumulado do período de janeiro a dezembro de 2020.


NOVELA

Enfim foi desapropriada a área de terras onde fica o Cemitério de Taunay, no interior de Canoinhas, antes de propriedade da WestRock. Agora, o local pertence legalmente ao Município.


EMPRESÁRIO

Uma das descobertas da sétima fase da Operação Et Pater Filium diz respeito a carreira de empresário de Marcio Passos, irmão do ex-prefeito Beto Passos. Ele tinha registrado em seu nome uma revenda de carros. Beto era seu sócio.



OFF

Outra descoberta era que raramente os envolvidos usavam WhatsApp. Tinham inclusive, aparelhos sem o aplicativo de troca de mensagens.