sábado, 4

de

dezembro

de

2021

ACESSE NO 

Paulinha diz que emenda teve destino desviado pelo prefeito Passos

Últimas Notícias

- Ads -

Ela disse que vai falar sobre o assunto com o prefeito Beto Passos

EMENDA

A deputada estadual Paulinha (sem partido) reclamou da postura do prefeito Beto Passos (PSD) que, segundo ela, usou uma emenda destinada por ela para uma cooperativa para outro fim.

“Preciso me resolver com o prefeito. Mandamos uma emenda de R$ 150 mil para uma cooperativa que foram gastos em outra coisa. Preciso me acertar com ele. O recurso precisa ser dirigido para onde a gente define porque a gente assume um compromisso com as pessoas. Vamos mandar mais recursos para Canoinhas, mas antes vou ter de falar com o prefeito Beto. Se a gente dá nossa palavra precisamos honrar”, disse a deputada em entrevista ao programa do radialista Sérgio Moreira, na Rádio Nativa.

A coluna pediu um posicionamento do prefeito, mas até o fechamento desta coluna Passos não havia se pronunciado.





PEQUENA AMOSTRA

Uma pequena amostra de como existe e trabalha orquestrada a milícia digital que apoia o presidente Jair Bolsonaro está em uma postagem de domingo, aqui da coluna. Com o título “Eduardo Leite é a terceira via que o Brasil precisa para 2022?” o texto traz uma crítica direta aos governos de Lula e Bolsonaro e analisa a possibilidade de o governador do Rio Grande do Sul atender a necessidade de, ao meu ver, o Brasil buscar uma terceira via.

A postagem teve 96 comentários no Facebook até ontem à tarde. Estranhamente, muito mais da metade é de pessoas que, conforme o Facebook indica, moram em regiões distantes de Canoinhas (Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Bahia). São pessoas que não seguem o JMais no Facebook, mas de alguma forma o encontraram para esculhambar a figura de Eduardo Leite. Basta entrar no perfil dessas pessoas para checar sua devoção a Bolsonaro. Detalhe: a maioria dos que comentaram não leram o texto porque o comentário se deu na página do Facebook e nenhum logo abaixo do texto, dentro do site. Despejaram ódio sem nem entender do que se tratava o texto. Se esse interesse com a postagem no Facebook foi espontânea, haja coincidência.




APOIO


Policiais civis acompanharam ontem a sessão da Câmara de Vereadores de Canoinhas. Eles vêm protestando contra a política salarial do governo Carlos Moisés. Representando a classe, o agente de Polícia Jordão





CONSELHO

Vereador Wilmar Sudoski (PSD) solicitou ontem a reativação do Conselho do Idoso em Canoinhas.








“Deputado Hélio Costa (…) que não sei se felizmente ou não está se filiando conosco no PSD”

do vereador Osmar Oleskovicz ontem na sessão da Câmara comentando visita de Costa à Canoinhas na sexta. Em seguida ele agradeceu e elogiou o deputado




PRESENÇA

A deputada federal Geovania de Sá (PSDB) estará em Canoinhas nesta terça para a entrega oficial de recursos de R$ 249 mil. O ato será as 16 horas no diretório do PSDB.








TRAMITAÇÃO

A tramitação da Reforma da Previdência na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) começa oficialmente nesta terça-feira, 6. Está marcada para as 10h a reunião da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que vai votar a admissibilidade da Proposta de Emenda à Constituição (PEC). O texto é um dos dois projetos que contemplam a Reforma. O outro é um projeto de lei complementar, que não precisa de discussão sobre admissibilidade.




DISTRITÃO

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, engrossou o coro de senadores contra a proposta do “distritão”, modelo de votação em discussão na Câmara dos Deputados para substituir o sistema proporcional pelo majoritário, que considera apenas os nomes mais votados. Em sessão de debates temáticos do Senado nesta segunda-feira, 5, que debateu possíveis ajustes na legislação eleitoral, senadores e o ministro avaliam que o “distritão” fragiliza os partidos.










MODELO

Pelo modelo atual, deputados são eleitos pelo sistema proporcional. Nele, as vagas são definidas de acordo com o número de votos para cada partido e o quociente eleitoral. Já no “distritão”, os deputados com o maior número de votos em cada estado ganham as cadeiras, sem levar em conta o total obtido pela legenda. “ O distritão não barateia as campanhas, talvez encareça, ele enfraquecerá os partidos e ele será dramático para a representação das minorias”, observou Barroso. O ministro acrescentou que menos de 10% dos candidatos eleitos para a Câmara dos Deputados conseguem os votos necessários por conta própria.









ISENÇÃO

O deputado federal Darci de Matos (PSD-SC) está propondo a isenção de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) na aquisição de veículo por parte de motoristas de transporte individual por aplicativo e também motoristas que fazem entregas por aplicativos. O projeto de lei é o número 2402/21 e visa beneficiar esse grupo de trabalhadores autônomos que obtêm a renda com serviços de transportes.