domingo, junho 20, 2021

ACESSE NO 

Novo marco para ferrovias faz lembrar da malfadada Ferrovia do Frango

Últimas Notícias

Ideia do corredor ferroviário que poderia passar por Canoinhas foi enterrada de vez com a Valec

 

 

ARQUIVADO

A aguardada aprovação, pelo Congresso, de um novo regime de operação de ferrovias no Brasil tem potencial para destravar projetos e deslanchar ao menos R$ 25 bilhões em investimentos. Seriam trechos ferroviários construídos do zero por empresas que têm interesse em ligar novos destinos e baratear o custo do transporte de cargas.

 

 

 

As quatro ferrovias passam longe de Santa Catarina, o que nos faz lembrar de que até pouco tempo se discutia seriamente o início das obras de uma ferrovia que cortaria o Estado, a chamada Ferrovia do Frango. Um dos trajetos traçados poderia reaproveitar a ferrovia do contestado, desativada há mais de 40 anos, que corta a região de Porto União, Canoinhas e Mafra.

 

 

Quem acompanhou essa história, como o signatário da coluna, fica abismado ao ver que fim dessa história deu. Foram tantos os debates e tratativas, incluindo guerra de bastidores para contemplar este ou aquele trajeto, além de investimentos milionários em estudos e na construção da Valec, a estatal para tratar do assunto, criada no governo Dilma e esvaziada por Bolsonaro depois de causar um prejuízo de R$ 7 bilhões.

 

 

 

 

A última informação sobre a Ferrovia do Frango é de 2018, pouco antes das eleições. A Valec Engenharia apresentou em abril daquele ano o cronograma para a execução do projeto. A ideia era de que em cinco meses o traçado fosse definido e em até dois anos as obras começassem. Virou fumaça.

 

 

 

 

A discussão sobre o traçado da ferrovia começou em 2014 e teve participação ativa do Planalto Norte. Uma audiência pública chegou a acontecer em Canoinhas, onde se discutiu a viabilidade de se reativar a Ferrovia do Contestado como parte da Ferrovia do Frango. Essa possibilidade, no entanto, sequer foi cogitada durante a audiência no Oeste em abril de 2018. Se vingasse, a rodovia partiria do zero, pelo centro do Estado.

 

 

 

 

Pelos cálculos da Valec, quando a ferrovia estivesse em funcionamento, ao menos oito toneladas da produção catarinense deveriam passar pelos trilhos do trem. A Federação da Indústria do Estado de Santa Catarina (Fiesc) acreditava que com a ferrovia, os gastos com frete seriam reduzidos consideravelmente.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

EXCEÇÃO

Os servidores da Câmara de Bela Vista do Toldo cujos familiares que habitam a mesma casa façam parte do grupo de risco para a covid-19, tenham doenças crônicas, sejam gestantes ou lactantes, ou com idade superior a 60 anos, poderão ser dispensados do controle de ponto e trabalhar de maneira remota pelo período que durar a situação de risco grave ou gravíssimo da região em relação à pandemia da covid-19, “desde que não haja prejuízos às atividades desenvolvidas no setor, resguardando o quantitativo mínimo de servidores para garantir a manutenção do atendimento presencial e a preservação do funcionamento dos serviços considerados essenciais ou estratégicos.”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PAINÉIS SOLARES

As escolas públicas e as unidades prisionais e socioeducativas de Santa Catarina terão um alívio na conta de energia elétrica e um incentivo à sustentabilidade ambiental. O projeto de lei que dispõe sobre a instalação de painéis solares em prédios públicos foi aprovado por maioria de votos, na sessão desta terça-feira, 11, da Assembleia Legislativa. A proposta é de autoria da deputada estadual Ada Faraco de Luca (MDB).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SEM INTIMIDAÇÃO

Alvo de ataques de organizações sindicais ligadas ao PT e de movimentos oposicionistas ao Governo Federal por ser o relator da Reforma Administrativa na Comissão de Constituição e Justiça, o deputado federal Darci de Matos garante que continuará irredutível na missão que recebeu do presidente Bolsonaro e do Ministro Paulo Guedes de contribuir na modernização do serviço público e na valorização dos novos servidores. Ao contrário do que insinuam os ataques em outdoors e carros de som em seu Estado, ele assegura que a reforma não retira nenhum direito adquirido dos atuais servidores.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

REATANDO LAÇOS

Moisés e o deputado Mauro de Nadal/Peterson Paul/Secom

Quatro dias após ser salvo do impeachment por deputados estaduais, o governador Carlos Moisés da Silva fez uma visita institucional à Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc). A visita de cortesia foi um recado claro: “quero governar com o parlamento”. Ele participou de uma reunião com a presença de 25 deputados. Moisés confirmou o retorno de Zé Milton (Progressistas) à liderança do governo na Assembleia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NA BOLSA

Fachada da Unifique em Canoinhas/Divulgação

A Unifique, provedora de internet catarinense com sede em Timbó e que tem escritório em Canoinhas, vai entrar na Bolsa de Valores. A decisão já está tomada e foi aprovada por unanimidade em assembleia de acionistas realizada na semana passada. A ata do encontro foi publicada no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira, 10.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MAIS UM

Joinville começou a divulgar nesta semana a lista completa com os nomes de todos os vacinados contra a covid-19 na cidade. O documento está disponível no site da prefeitura e pode ser consultado por toda a população, como uma forma de aumentar a transparência no processo de imunização na cidade. Já em Canoinhas lista só no impresso e restrito aos vereadores.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A PROPÓSITO

Enquete realizada pelo JMais mostra que 301 internautas gostariam de ter acesso à lista ante 94 que não gostariam.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

R$ 1.799,99

é o preço do quilo da picanha assada pelo presidente Bolsonaro em almoço restrito a dez pessoas no Dia das Mães

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

QUARENTENA

O deputado federal catarinense, Coronel Armando (PSL), que esteve recentemente em Canoinhas, está internado para tratamento contra a covid-19. Ele foi levado ao Hospital Dona Helena, em Joinville, onde mora. Segundo publicação feita em suas redes sociais, o parlamentar está no 11º dia desde o início dos sintomas. Armando recebe atendimento na enfermaria da unidade médica.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Não fez nada além de tirar fotinho em Brasília”

da deputada Ana Paula Campagnolo, em um raro momento de lucidez, falando sobre a vice-governadora Daniela Reinehr 

 

 

 

Deixe seu comentário:

Você perdeu renda por causa da pandemia?