sexta-feira, 23

de

fevereiro

de

2024

ACESSE NO 

Maus Caminhos: defesa de Passos diz que ele foi mero instrumento para terceiros

Imagem:Arquivo

Últimas Notícias

- Ads -

Desmembramento da Et Pater Filium seguiu mesmo com mudança de depoimento do ex-prefeito

- Ads -

MAUS CAMINHOS

A despeito da suspensão dos processos nos quais o ex-prefeito de Canoinhas, Beto Passos, está arrolado, depois que ele mudou o depoimento prestado durante o acordo de colaboração premiada com o Ministério Público (MP), a operação Maus Caminhos seguiu seu curso na Vara Criminal de Canoinhas. Esta fase apura crimes de organização criminosa, corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro decorrente de contratos de pavimentação
asfáltica no município de Canoinhas.

Nesta semana, as defesas dos réus começaram a apresentar as alegações finais e, nas próximas semanas, o juiz Eduardo Veiga Vidal deve emitir sentença. Este desmembramento da Et Pater Filium investiga a relação espúria confessada pelo empresário Chrystian Mokva existente entre ele e membros da administração Beto Passos. Como o ex-prefeito é citado como apenas um beneficiário do esquema que seria liderado pelo ex-vice-prefeito, Renato Pike, o juiz considerou que a mudança de versão de Passos não afetou este processo especificamente.

A defesa de Passos defende que o ex-prefeito foi mero instrumento nas mãos dos reais malfeitores. “Gilberto era apenas o ‘nome’ por detrás dos contratos dos ‘autores mediatos’, sendo que estes possuem o domínio direto do fato”, aponta a advogada Fabíola Bubniak, que assumiu a defesa de Passos depois que a banca Glinski declinou do cliente por Passos ter mudado seu depoimento. “Cumpre ressaltar, Excelência, que confissões nunca são
fáceis. Mas Gilberto decidiu colaborar com a Justiça para a elucidação da
verdade. Diante disso Gilberto constantemente é alvo de represálias e
xingamentos, carregando diariamente a cruz da hostilidade e da crítica”, argumenta a defesa.





MARCA

O Ministério Público criou um selo para identificar os documentos referentes a Operação Et Pater Filium.





TUDO COMO ANTES

O prefeito de Ibirama, Adriano Poffo (MDB), recebeu o salário de agosto normalmente, apesar de estar preso pela Operação Mensageiro desde abril. A informação consta no Portal de Transparência da prefeitura, que mostra que o chefe do Executivo municipal ganha R$ 20 mil por mês.




CASAN

Os deputados catarinenses manifestaram indignação com o rompimento de um reservatório da Casan, no bairro Monte Cristo, em Florianópolis na semana passada. O acidente causou danos e prejuízos à comunidade da região.

O deputado Marcos José de Abreu – Marquito (Psol) sugeriu a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito na Alesc para investigar o ocorrido.




ESCALONADO

Jorginho Mello (PL) enviará à Assembleia Legislativa uma proposta de redução escalonada do desconto de 14% dos aposentados e pensionistas do Estado. Promessa de campanha do governador, a revisão do desconto é cobrada pelos servidores desde a aprovação da Reforma da Previdência, em 2021 – e o assunto já vinha repercutindo no Legislativo.





BOLSA

Nova regra do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), que entrou em vigor neste mês, pode prejudicar pessoas de baixa renda de 119 dos 295 municípios de Santa Catarina. Essa norma limita em 16% por município o número de benefícios do Bolsa Família para unipessoais, ou seja, famílias compostas por apenas uma pessoa.

Santa Catarina tem 225.382 famílias que recebem o benefício do Bolsa Família. Dessas, 40.099 (17,79%) são unipessoais.





BOA NOVA

O Produto Interno Bruto (PIB) de Santa Catarina alcançou crescimento de 4,2% no período de 12 meses até junho deste ano, desempenho que ficou acima da média nacional de 3,2% apurada pelo IBGE no mesmo período. A estimativa é da equipe econômica da Secretaria de Estado de Planejamento (Seplan). O PIB oficial do Estado é divulgado pelo IBGE mais de um ano após essas projeções.

- Ads -
Olá, gostaria de seguir o JMais no WhatsApp?
JMais no WhatsApp?