sexta-feira, 24

de

setembro

de

2021

ACESSE NO 

Flamengo brilha no primeiro tempo, bate Sport e segue na cola do Inter

Últimas Notícias

- Ads -

Rubro-Negro volta a ficar quatro pontos atrás do líder do Brasileirão

 

O Flamengo segue vivo na briga pelo título da Série A do Campeonato Brasileiro. Nesta segunda-feira, dia 1º, o atual campeão superou o Sport por 3 a 0 na Ilha do Retiro, em Recife, pela 33ª rodada da competição. Os cariocas reassumiram a vice-liderança com 61 pontos, quatro pontos atrás do Internacional, primeiro colocado. Já o Leão, estacionado nos 35 pontos, permanece em 16ª lugar, uma posição a frente da zona de rebaixamento, com a mesma pontuação do Fortaleza (17º), ficando à frente pelo número de vitórias (dez a oito).

 

 

A noite só não foi perfeita para os flamenguistas porque o goleiro Diego Alves, que fazia seu primeiro jogo em 2021 após tratar uma lesão muscular na coxa direita, voltou a reclamar de dores e teve que ser substituído aos 15 minutos do segundo tempo. O camisa 1, que ficou 43 dias sem atuar, foi substituído por Hugo Moura.

 

 

Os primeiros 45 minutos foram de domínio completo do Flamengo. Segundo estatísticas do site Sofascore, foram 13 chutes do Rubro-Negro carioca, sendo dez dentro da área do Sport, além de 61% de posse de bola e dez desarmes, contra três do adversário. Os gols foram consequência da pressão alta e da intensidade que o time dirigido por Rogério Ceni impôs na etapa inicial.

 

 

Aos três minutos, o meia Giorgian De Arrascaeta cruzou da esquerda e o atacante Gabriel completou para as redes. Aos 18, após a zaga do Leão afastar mal a bola alçada pelo camisa 9 rubro-negro, Arrascaeta bateu, o chute foi prensado e a sobra caiu nos pés do atacante Bruno Henrique, que ampliou. Isso porque, entre um gol e outro, o zagueiro Gustavo Henrique (em batida do próprio campo, tentou encobriu o goleiro Luan Polli) e o próprio Gabriel (sem goleiro, mas, marcado por dois zagueiros, mandou por cima) já tinham assustado.

 

 

A pressão flamenguista não arrefecia. Aos 29 minutos, Gabriel cabeceou por cima do gol defendido por Luan Polli, após cruzamento da direita do lateral Maurício Isla. Aos 33, o atacante teve nova chance, desta vez em batida cruzada, mas o goleiro do Sport evitou o terceiro gol. Oito minutos depois, na sequência de uma saída errada da zaga do Leão, Bruno Henrique recebeu do meia Everton Ribeiro e finalizou por cima, mais uma vez dentro da área adversária.

 

 

Na etapa final, o Flamengo diminuiu o ritmo e o Sport, enfim, conseguiu se aventurar no ataque. No primeiro minuto, o lateral Junior Tavares cobrou falta e o meia Thiago Neves, de cabeça e livre, escorou por cima. Aos 25 minutos, o lateral Filipe Luís se antecipou na pequena área e cortou na hora “H” uma batida cruzada venenosa do atacante Marquinhos, que fez boa jogada pela esquerda.

 

 

Apesar dos pernambucanos esboçarem reação, os cariocas seguiram com a partida sob domínio, mesmo criando menos chances que no primeiro tempo e mostrando certo cansaço. Quando o placar parecia que não seria mais alterado, Pedro entrou em ação. O atacante, que entrou em campo nos 15 minutos finais, recebeu de Everton Ribeiro e bateu cruzado, definindo de vez o resultado na Ilha do Retiro.