sábado, 25

de

setembro

de

2021

ACESSE NO 

Com estado perto do colapso, Doria endurece quarentena e Estados apertam cerco ao vírus em destaque nesta sexta-feira

Últimas Notícias

- Ads -

12 de março de 2021

 

 

O Globo

Estados apertam cerco ao vírus, e Bolsonaro reage com ameaças

A força da epidemia da Covid-19 em 2021 é tamanha que, em 22% dos municípios do Brasil, o número de mortos registrados pela doença já é igual ou maior que o total de 2020, ano em que a epidemia transcorreu por quatro vezes mais tempo. Em 8 das 27 unidades da Federação, o número absoluto de óbitos neste ano já ultrapassou a metade do ano passado.

 

 

 

 

 

  • Presidente age para reforçar bases de apoio
  • No Rio, imunização de pessoas de 75 anos hoje é suspensa
  • Gilmar pode ficar com ações de suspeição
  • Inflação no teto da meta pressiona juros
  • Guedes: redução de jornada terá ‘seguro-emprego’
  • Auxílio emergencial pode durar mais do que 4 meses previstos
  • Um ano de futebol à distância
  • China aumenta controle sobre Hong Kong
  • Mais mortos do que em 2020 em 22% das cidades

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Estado de S. Paulo

SP amplia restrições a escolas e comércio; cultos são vetados

O Estado de São Paulo entrará em fase emergencial com o aumento das restrições para 14 atividades a partir da próxima segunda-feira até, pelo menos, o dia 30 de março. Entre as medidas, estão a suspensão das celebrações religiosas coletivas e de aulas presenciais nas escolas estaduais, o fechamento das lojas de material de construção e a proibição de atividades esportivas em grupo, incluindo partidas de futebol. Está previsto toque de recolher entre as 20h e as 5h. As novas regras tentam barrar o avanço da covid-19 e evitar o colapso no sistema de saúde, diz o governo do Estado. Levantamento aponta que 53 das 105 cidades paulistas com leitos de UTI estão com 100% de ocupação. Com o veto, os jogos do Paulistão podem ser transferidos para o Rio de Janeiro.

 

 

 

 

 

  • Seguro será usado para pagar a quem tiver seu salário reduzido
  • Especial – Morrer à espera de equipamento
  • Inflação vai a 0,86% e juros podem subir
  • Apuração em Estados de ‘rachadinhas’ trava
  • Hospitais privados já recusam pacientes

 

 

 

 

 

 

 

 

Folha de S. Paulo

Com estado perto do colapso, Doria endurece quarentena

Na iminência de um colapso em seu sistema de saúde provocado pela rápida escalada da transmissão do novo coronavírus, o governo de São Paulo decretou uma “fase emergencial” mais dura de seu plano de combate à pandemia.

As restrições começarão em quatro dias, na segunda (15), e inicialmente, valerão por 15 dias. O quadro pintado pelo governador João Doria (PSDB) e outras autoridades foi o mais sombrio, e as medidas, as mais restritivas até aqui na crise sanitária.

Ao menos 42 pessoas já morreram à espera de leitos no estado somente nos 11 primeiros dias deste mês. Segundo dados do governo, 53 municípios do estado estão com suas UTIs completamente lotadas nesta quinta, 21 a mais do que na segunda (8).

 

 

 

 

 

 

 

 

  • Anvisa aperta regras para uso de máscara em aviões e aeroportos*
  • Nove países europeus suspendem aplicação do imunizante de Oxford
  • Bolsonaro ataca governadores e Lula e repete mentira em live
  • Óbitos em prisões sobem 190% em 2021, aponta CNJ
  • Com a maior fila por leitos para Covid do País, Paraná reabre comércio e escolas
  • Por PEC, MP do auxílio deve ficar para semana que vem
  • STF forma maioria contra tese de defesa da honra
  • Corte reduz prazo para veículos em direito de resposta
  • Alta de alimentos na pandemia é quase o triplo da inflação
  • Biden fala em ter vacina para todos a partir de maio
  • Com recorde de óbitos, SC mantém restrições só no fim de semana
  • Rio libera comércio na praia e amplia horário de bar e restaurante