sábado, 24

de

fevereiro

de

2024

ACESSE NO 

Chapa única define quem serão prefeito e vice de Bela Vista do Toldo

Últimas Notícias

- Ads -

Eleição está marcada para 13 de dezembro

- Ads -

Uma só chapa apresentou candidatura para a Prefeitura de Bela Vista do Toldo na eleição suplementar marcada para 13 de dezembro. O vereador Valdecir Krauss (UB) será candidato a prefeito e o ex-vereador Osni Alberti (UB) é candidato a vice. Com cinco vereadores, o UB definiu as candidaturas em acordo costurado pelo ex-prefeito Adelmo Alberti que, embora proibido de se aproximar da prefeitura, atuou ativamente para formar a chapa que tem tudo para ser eleita. As inscrições de chapas eram possíveis somente até esta quarta-feira, 29.

Oficialmente, a ata que definiu a candidatura foi lavrada na terça-feira, 28, na casa do prefeito interino e presidente do UB, Gilvane Machado.

Krauss foi candidato a vereador em 2020, mas ficou na primeira suplência do União Brasil (UB). Com a prisão de Vilson Stelzner (UB) em 2021, ele acabou assumindo a suplência desde então.

Tanto Krauss quanto seu candidato a vice, Alberti (primo de Adelmo) são fumicultores.

O edital com a divulgação da chapa foi publicado nesta quinta-feira, 30, e há um prazo de dois dias para impugnação.


INDIRETA

A eleição será indireta, ou seja, somente os vereadores votarão. São nove os que têm direito a voto. Como o UB tem cinco vereadores, restam quatro votos que podem ser em branco, o que, mesmo que ocorra, garante a eleição da chapa única por maioria de votos.

A eleição é uma resposta a extinção do mandato de Alfredo César Dreher (Podemos), preso acusado de receber propina da Serrana Engenharia no âmbito da Operação Mensageiro. Dreher foi eleito vice-prefeito na chapa de Adelmo Alberti (UB) em 2020. Como Alberti foi preso em 2021 na operação Et Pater Filium, ele assumiu o posto interinamente, sendo efetivado no cargo quando Alberti, em um acordo de colaboração premiada, renunciou ao cargo.

Quando preso, a Câmara chegou a conceder licença para Dreher. Contudo, passado o prazo regimental, a Câmara deixou a questão no vácuo enquanto o então presidente da Casa, Gilvane Machado, assumia a prefeitura interinamente.

Com a chapa única composta por integrantes do seu partido, Machado deve voltar à vaga que tem na Câmara de Vereadores.

- Ads -
Olá, gostaria de seguir o JMais no WhatsApp?
JMais no WhatsApp?