domingo, 14

de

abril

de

2024

ACESSE NO 

Bombeiros localizam corpo de criança que se afogou no rio Iguaçu

Últimas Notícias

- Ads -

Tissiane Ferreira Nizer tinha 11 anos e teria se afogado na tarde deste domingo

- Ads -

A equipe do Corpo de Bombeiros de São Mateus do Sul confirmou que o corpo de Tissiane Ferreira Nizer de 11 anos, foi encontrado no rio Iguaçu na tarde desta quarta-feira, 27. O corpo da menina foi encontrado por bombeiros de São Mateus do Sul, Toppel e Fernandes, em uma região próxima de onde a outra vítima estava.

Tissiane Ferreira Nizer e Eduardo dos Santos Lima, de 16 anos, estavam desaparecidos nas águas do rio Iguaçu após se afogarem no domingo, 24. A Polícia Civil foi acionada juntamente com o Instituto Médico Legal (IML) de União da Vitória para recolhimento do corpo.

Em nota oficial dos Bombeiros, eles informam que, o lugar conhecido como ‘prainha’, não é propício para banhos, confira:

“Apesar de ser chamado popularmente de ‘prainha’, o local não é propício e nem tem aprovação para ser usado com essa função. Pelo contrário, não é indicado o uso do espaço para nadar. Por esse motivo, não há posto de guarda-vida naquela área. Vale destacar ainda que é inviável dispor de bombeiros para cobrir os mais de 1,3 mil km de extensão do rio Iguaçu.

A Corporação reforça o alerta para os perigos de se banhar em locais inapropriados, como cavas, represas e rios, em que a profundidade e a correnteza das águas não são os únicos riscos para a população, mas também a presença de objetos submersos que possam causar ferimentos, prender ou dificultar os movimentos do banhista.

Para evitar o afogamento em rios, é importante seguir uma série de orientações. Primeiro, não entrar em rios de corredeiras e, quando embarcado, usar colete salva-vidas. Em rios sem corredeiras, manter-se com água no máximo na altura dos joelhos ou com colete salva-vidas. Ter sempre supervisão de alguém capacitado para ajudar em caso de emergência e nunca entrar na água alcoolizado ou mergulhando de cabeça. Em caso de ocorrência, é fundamental manter a calma, flutuar e acenar por socorro, não nadando contra a correnteza para economizar energia. Por fim, nunca se deve entrar na água para efetuar salvamentos. O correto é ligar para 193 e, quando possível, jogar material flutuante para quem está na água.”


RELEMBRE O CASO

A situação chocou moradores de São Mateus do Sul e região, após a confirmação de que um grupo de crianças e adolescentes havia se afogado na região conhecida como prainha da Vila Amaral. Três meninas de 11, 12 e 15 anos foram resgatadas por banhistas com vida e outro rapaz de 20 anos, que ajudou no resgate, foram levados pelos bombeiros ao Pronto Atendimento sem gravidade.

Eduardo, inclusive, chegou a participar do salvamento das sobreviventes, porém ao retornar para salvar Tissiane, os dois acabaram se afogando e foram levados pela correnteza.

- Ads -
Olá, gostaria de seguir o JMais no WhatsApp?
JMais no WhatsApp?