Como doar para as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul? Veja os canais oficiais

terça-feira, 25

de

junho

de

2024

ACESSE NO 

Como doar para as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul? Veja os canais oficiais

Vídeo mostra que motorista morto depois de acidente pode ter sido agredido

Últimas Notícias

Passageiro de Mercedes C também morreu

- Ads -

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra que o motorista do Mercedes C que colidiu contra a traseira de um caminhão e, depois, em um canteiro de um posto de combustíveis na Avenida Nereu Ramos, no Jardim Moinho, em Mafra, na madrugada desta sexta-feira, 24, pode ter sido agredido logo depois do acidente.

Os bombeiros, que tiveram o primeiro contato com as vítimas, relataram que ao chegarem no local, encontraram o motorista, Jean Tiago Elias, de 29 anos, morto a 100 metros do veículo. Dentro do Mercedez C estava Jefferson Dittrich, de 31 anos, morto encarcerado às ferragens.

Porém, um vídeo que circula nas redes sociais mostra um homem com a mão na porta do carro no lado do motorista. Este homem é agredido com um soco no rosto por um rapaz ainda não identificado. Com a batida, ele cai, se levanta e corre com o agressor atrás dele. Neste ponto, o vídeo termina.

Relatos de testemunhas e outros vídeos que circulam nas redes mostram que houve uma discussão entre as duas vítimas fatais e um grupo de rapazes que teria começado em um bar que fica na mesma avenida. Um dos vídeos sugere que Jean e Jefferson fogem da confusão em alta velocidade. Como o acidente aconteceu próximo deste bar, os desafetos teriam aparentemente ido até o local da segunda batida para continuar a discussão.

A Polícia Militar de Mafra informou que foi chamada para atender a ocorrência, mas que só tomou conhecimento da agressão ao suposto motorista na manhã desta sexta-feira, 24, o que gerou o repasse da ocorrência à Polícia Civil.

O delegado Eduardo Borges abriu inquérito para apurar o caso. “A DIC (Divisão de Investigação Criminal) está investigando esse acidente, principalmente os fatos que antecederam e procederam esse caso. Temos informações de atritos e bate-bocas, então vamos levantar as informações e prosseguir com a investigação”, disse o delegado.

- Ads -
Olá, gostaria de seguir o JMais no WhatsApp?
JMais no WhatsApp?