quinta-feira, 20

de

janeiro

de

2022

ACESSE NO 

Vagner Trautwein seria um ótimo prefeito numa Canoinhas ideal

Últimas Notícias

- Ads -

Médico morto na quarta-feira, 25, foi vereador de mandato único

VAI DEIXAR SAUDADES

COLUNA DE DOMINGO A morte do médico e ex-vereador de Canoinhas Vagner Trautwein na quarta-feira, 25, me fez lembrar de quando o conheci. Nossa primeira conversa durou horas e foi logo depois da eleição quando gravei uma entrevista com ele posteriormente transcrita para o jornal Correio do Norte. Vi ali um político diferente.

Por ser médico? Não, afinal muitos médicos rumam para a política com taxa de sucesso acima de muitas outras profissões, já que, tudo joga a favor deles. Os médicos entram na vida das pessoas em um momento de fragilidade emocional e basta um atendimento digno para fazer as pessoas se afeiçoarem. Se conseguir resolver o problema do paciente, se tornam deuses na Terra. Certamente esse fator contribuiu para a vitória fácil de Vagner em 2004.

Mas ali havia algo a mais. Vagner tinha uma sinceridade que transparecia em suas palavras ditas de modo calmo, com a tranquilidade de quem falava aquilo em que de fato acreditava. Não se candidatou por dinheiro ou status. Queria de fato fazer a diferença na cidade que escolheu para viver com sua família.

Ao cobrir atentamente aquela legislatura confirmei a primeira impressão. Vi o quanto Vagner remava contra a maré. Arrumou algumas brigas por não abrir mão de seus posicionamentos, mas fazia isso sempre com uma serenidade invejável. Não era, nem nunca foi político, mas justamente por isso seria um excelente prefeito numa Canoinhas ideal. Convites não faltaram. Ele não quis depois de ver que sem se aliar ao sistema, dançar conforme a música que toca por essas bandas há décadas, não obteria mais que frustração.

Erudito, Vagner era um amante das letras. Antes de deixar este mundo nos brindou com um belo romance. Amor e Morte evoca sua própria história, ao mostrar um romance estigmatizado pelas convenções sociais entre um estudante de Medicina e uma menina rica, filha de um poderoso político envolvido com corrupção. Estão ali todos os elementos caros a Vagner: o amor, a família, o esforço justo que leva à conquista e sua ojeriza pela corrupção. Um singelo legado de quem foi gigante.