Planos de anúncio a partir de R$ 100. Clique aqui e converse com a gente

terça-feira, 23

de

julho

de

2024

ACESSE NO 

Planos de anúncio a partir de R$ 100. Clique aqui e converse com a gente

Três Barras: 98 famílias do loteamento Bom Jesus recebem matrículas pelo programa Papel Passado

Últimas Notícias

Entrega das matrículas aconteceu na noite de sexta-feira no auditório das Secretarias de Saúde e Educação

- Ads -

Segurança jurídica e a tranquilidade de morar em um lugar que é seu de fato e de direito. Esse é o sentimento dos moradores do loteamento Bom Jesus, em Três Barras, ao receberem os títulos definitivos de propriedade de seus imóveis.

Lauro Mazorovicz, que reside no local há 22 anos, afirma que a matrícula em mãos representa um sonho realizado.

“Agora posso dizer que o terreno é meu, a casa é minha, tanto que pretendo fazer melhorias como reforma e pintura”, frisou.

“É uma alegria receber essa matrícula, ter ela em mãos é gratificante. É momento de agradecer a Deus”, celebrou a moradora Silvia Aparecida de Assis Cordeiro Pinheiro.

Morador do bairro Bom Jesus há 26 anos, José Delfino lembrou que legalização dos imóveis é também uma forma de os moradores locais poderem contribuir com o município.

“Com esse documento, agora podemos até pagar o IPTU e fazer as coisas bem certinhas”, observou.

A entrega das matrículas a 98 famílias do bairro aconteceu na noite de sexta-feira, 17, durante ato realizado no auditório das secretarias de Saúde e Educação, e contou com a presença de autoridades municipais.

A regularização dos imóveis ocorreu através do Programa Papel Passado, desenvolvido por meio de parceria entre o município de Três Barras e o Ministério das Cidades, com a interveniência da Caixa Econômica Federal. Foi superior a R$ 121,4 mil o investimento do Governo Federal para finalizar todo o processo de legalização das propriedades.

Para a prefeita Ana Claudia da Silveira Quege, as matrículas abrem um novo horizonte para as pessoas que moram no bairro.

“De posse do título definitivo de propriedade, os moradores podem conseguir linhas de financiamento junto a instituições financeiras para poder reformar e ampliar suas casas ou até mesmo construir novas moradias. A matrícula representa a realização de um sonho e o pontapé para iniciar novos projetos. O documento é a concretização de um direito e a possibilidade de um legado, pois permitirá que a propriedade possa ser herdada por seus descendentes”, afirmou a prefeita.

O processo de regularização fundiária no loteamento Bom Jesus iniciou em 2016 durante o último ano de mandato do ex-prefeito Elói José Quege, que também participou do cerimonial de entrega das matrículas. “Essa é uma conquista construída a várias mãos. É uma conquista de todos”, destacou.

- Ads -
Olá, gostaria de seguir o JMais no WhatsApp?
JMais no WhatsApp?