Como doar para as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul? Veja os canais oficiais

sábado, 13

de

julho

de

2024

ACESSE NO 

Como doar para as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul? Veja os canais oficiais

Será que nos alimentamos bem?

Últimas Notícias

A difícil escolha de uma alimentação saudável 

- Ads -

Sempre sonhamos. Não apenas enquanto dormimos. Muito sonhamos em nossos momentos de vigília. Sonhamos ao olhar a lua a nascer no horizonte, o sol a despedir-se no ocaso ao fim do dia ou a chuva a despencar dos telhados. Sonhamos em nosso trabalho, sonhamos em nosso lazer. E neste sonhar vemos sempre um mundo de luz, um mundo de paz, um mundo de belas paisagens, um mundo limpo, um mundo sem as impurezas e as agressões que nos envolvem e nos maltratam em nosso quotidiano viver.

Um mundo sem os agrotóxicos que, infelizmente, fazem parte de nossa alimentação. No entanto, nos dias de hoje, já afirmamos, quase nada se produz sem a adição destes ingredientes que são também a causa de muitas doenças e mortes prematuras.

Estas doenças podem ser curadas? Sim, com o adequado tratamento e com a devida prevenção. E, além da medicação apelar aos deuses da cura…

Mas nem todos os males são devidos a estas substâncias incluídas nos produtos destinados à nossa alimentação.

Dados estatísticos chovem na mídia a demonstrar que as doenças que mais matam entre nós são as do coração, o acidente vascular cerebral, o câncer e os acidentes de trânsito.

A vida começa por uma microscópica célula. Um conjunto delas forma um tecido. Os órgãos e os sistemas orgânicos congregam um grupo de tecidos. E esta maravilhosa arquitetura é o nosso organismo.

Donde se conclui que o essencial é cuidar da célula, alimentá-la, nutri-la. E assim alimentar e nutrir o organismo, o corpo físico. Preciso é, portanto, cuidar de nossa alimentação para que a nossa pequenina unidade estrutural e básica permaneça íntegra e saudável.

O estresse — que pode ser causado pelas mais variadas situações físicas ou psíquicas — ataca a célula e destrói as proteínas, os nutrientes, as vitaminas, os sais minerais e os aminoácidos tão necessários para a nossa vida. São os agentes de segurança que neutralizam as substâncias maléficas, os chamados radicais livres que fazem um estrago imenso em nosso organismo.

Estas substâncias que agridem o nosso corpo físico, estes agentes malignos são os causadores da hipertensão arterial, do câncer, do envelhecimento precoce dentre outros problemas.

Os radicais livres agridem a célula e em consequência o organismo como um todo.

Tomemos como exemplo um fumante. Uma tragada apenas libera três milhões destes “diabinhos”. Se a sua alimentação não contém os necessários nutrientes será uma alimentação sem benefícios e entre outros tantos males será a causa, também, de um envelhecimento precoce. Chega-se à triste conclusão de que fazer uso do tabaco — em qualquer de suas modalidades — e alimentar-se com deficiência é a certeza de uma vida curta e sem qualidade.

Nosso organismo necessita de 44 nutrientes diários. Onde estão e como adquiri-los? Através de uma alimentação boa em qualidade, balanceada em quantidade, adequada e harmônica.

Será que nós nos alimentamos bem?  Necessitamos em todos os dias de nossa vida de vitaminas, minerais, carbo-hidratos, proteínas e gorduras. Analisemos nossa alimentação. Ela nos fornece tudo isto?

Preciso é analisarmos os ingredientes que colocamos em nossa mesa no decorrer de nossa existência. O comum de nosso dia a dia.

Comecemos pelo trivial e necessário carbo-hidrato que consumimos já no café da manhã, o açúcar. O branco e refinado açúcar que além da sacarose contém ainda múltiplos aditivos. Funciona apenas como um combustível. O aconselhável é usarmos carbo-hidratos que contenham vitamina B¹ e cálcio, como o açúcar mascavo, o cristal ou mesmo o mel.

São muitos os males causados pelo açúcar refinado e branco. Entre eles encontram-se as cáries —causas de incoercíveis dores de dentes e de um mundo tão pouco sorridente —, a osteopenia e a osteoporose.

O açúcar branco espolia o tecido ósseo durante a viagem que faz pelas células.  Ao entrar retira delas a vitamina B¹ e para sair necessita do cálcio que se encontra em seu interior.

Não apenas o finíssimo açúcar é o causador de vários problemas em nossa saúde. Outros pós branquinhos e finos que se consomem em grande quantidade são também inúteis e maléficos ao nosso organismo, como o sal e o trigo. Não cito outro famoso pó tão branquinho e fino quanto, pois nem alimento é.

Do trigo sem casca e sem fibras resta apenas o pó. Mas entre os branquinhos há o nosso consagrado arroz de todos os dias que nem é servido em forma de pó. Dele também é excluída casca que contém minerais e vitaminas. Retira-se exatamente a parte que contém a vitamina E, um importante antioxidante, que ajuda ainda a prevenir o câncer de mamas e do útero.

O que resta nestes tempos de um correr para se alcançar com glória os horizontes perdidos é uma alimentação industrializada com perda de nutrientes.

Como é a nossa alimentação? Inclui todas as substâncias necessárias para nutrir adequadamente as nossas células? Em quantidade balanceada? Em qualidade? Quais alimentos compõem o nosso prato? Arroz ou macarrão, feijão, batata ou aipim, carne, molhos, folhas verdes, tomate? Com acréscimos de gordura, no cozimento, nas frituras?

O que falta em nosso prato? Vitaminas e nutrientes. O que está em excesso? Carbo-hidratos, proteínas e gorduras. O resultado é uma célula não alimentada, uma célula desnutrida.

O excesso de carbo-hidratos, gorduras e mesmo de proteína acumulam-se aumentando o tecido gorduroso e, consequentemente, gerando aumento de peso.

 A adiposidade deve ser evitada. Não apenas por estética ou porque a roupa ficou apertada.

A gordura não se acumula apenas no tecido subcutâneo. O mais grave é o seu depósito nas artérias causando seu estreitamento.

As artérias são semelhantes a tubos ou canos que se estendem por todo o nosso organismo. Dentro delas circula o sangue. Quando as artérias estão com as paredes espessadas o sangue correrá com maior dificuldade.

Imagine-se um cano enferrujado, meio entupido. Na tentativa de se fazer passar por ele a mesma quantidade de líquido —que antes passava naturalmente — empurra-se com mais força. Inúmeras e frustradas tentativas para que flua… À força! Aumenta-se a pressão. E o cano estoura…

O mesmo acontece com nossas artérias. Encontram-se estreitadas. O coração não cessa de realizar as suas funções. Continua a bombear o sangue.  Aumenta a sua força de contração. Aumenta a pressão para fazer fluir o sangue.

Em consequência aumenta a pressão arterial. A temível e silenciosa hipertensão que poderá levar a um acidente vascular cerebral ou a um infarto do coração! Muito ainda há para se falar sobre a nossa alimentação diária.

- Ads -
Olá, gostaria de seguir o JMais no WhatsApp?
JMais no WhatsApp?