terça-feira, 9

de

agosto

de

2022

ACESSE NO 

Segundo engavetamento na BR-280 envolvendo obras chama atenção para segurança

Últimas Notícias

- Ads -

Ao contrário do primeiro acidente, neste houve uma morte

O acidente que matou um rapaz de 36 anos na tarde desta terça-feira, 28, evidencia mais uma vez um problema que deveria ter sido solucionado com outro acidente semelhante ocorrido em julho. Havia a a chance de se evitar uma morte.

Todos os envolvidos no acidente deixaram claro que faltou sinalização. Um empresário que passou pelo mesmo local na manhã desta terça viu um motociclista parando e quase se envolvendo em um acidente com ele. Foi próximo da curva da santa. “Não tem o sistema “pare e siga”, simplesmente onde eles estão vão parando os motoristas e motociclistas”, conta o empresário.

Na volta pra casa (ele mora no interior de Canoinhas) viu o engavetamento. “O caminhão não teve culpa, não tinha visibilidade, não tinha cone, apenas um funcionário sinalizando com as mãos”, conta ele que já chamou a atenção da Ápia (empresa terceirizada pelo Dnit responsável pelas obras) e da Polícia Rodoviária Federal para o perigo.

O acidente de julho passado com 13 veículos engavetados ocorreu, segundo os envolvidos, pelo mesmo motivo. À época um técnico da Ápia foi ouvido pelo JMais e negou que faltasse sinalização. As evidências, o macabro replay desta terça e o coro de relatos contrários vão na contramão dessa narrativa.