Como doar para as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul? Veja os canais oficiais

segunda-feira, 24

de

junho

de

2024

ACESSE NO 

Como doar para as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul? Veja os canais oficiais

Saiba quem foi preso nesta segunda-feira na operação iniciada em Bela Vista do Toldo

Últimas Notícias

Deputado estadual foi um dos alvos

- Ads -

Iniciada com a colaboração premiada do ex-prefeito de Bela Vista do Toldo, Adelmo Alberti, a Operação Mensageiro chegou a sua quinta fase nesta segunda-feira, 29. Foram presos o prefeito de São João do Itaperiú, Clezio Fortunato (MDB) e seu vice, Jaime Antônio de Souza (PL). Esta fase investiga um esquema de fraude em licitação, corrupção ativa e passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro na coleta e destinação de lixo, abastecimento de água e iluminação pública em cidades catarinenses. O deputado estadual Emerson Stein (MDB) também foi alvo de um mandado de busca e apreensão.

Em Porto Belo, no Litoral Norte, sete agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) visitaram a prefeitura e o setor de licitações para coleta de documentos. Foram mais de três horas no cumprimento de mandados de busca e apreensão, com foco em Stein, ex-prefeito da cidade.

Ao todo, foram cumpridos quatro mandados de prisão preventiva e dezenove de busca e apreensão. Ainda não se sabe quem são os outros dois presos nesta nova fase. Além das duas cidades catarinenses, uma das ordens foi cumprida em São Paulo.

Com a prisão de Fortunato, desde que a Mensageiro estourou, já foram 17 prefeitos detidos ao longo de 16 meses de investigações, incluindo o então prefeito de Três Barras, Luis Shimoguiri, e o de Major Vieira, Adilson Lisczkovski.



CONTRAPONTO

A prefeitura de São João do Itaperiú emitiu uma nota sobre as prisões. Confira na íntegra:

“Na manhã desta segunda-feira, 29, o Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado cumpriu uma das fases de desdobramento da Operação Mensageiro na Prefeitura de São João do Itaperiú. Na ocasião foram detidos o prefeito Clézio José Fortunato e o vice-prefeito Jaime Antonio de Souza. Durante o cumprimento da ação, a administração municipal esteve colaborando com os agentes na entrega de documentos e aparelhos eletrônicos. O prefeito Clézio José Fortunato declara que está tranquilo com a resolução do caso e disposto a colaborar nos próximos passos da investigação”.

Já a assessoria do deputado estadual Emerson Stein (MDB) declarou, em nota, que ele ainda não foi inteirado do processo, mas que está cooperando com as investigações. Confira na íntegra:

“Em relação aos últimos fatos divulgados na imprensa, o deputado Emerson Stein esclarece que ainda não está sob posse dos autos e acredita que logo deve se inteirar do processo. Contudo, ressalta que desde já está cooperando com toda e qualquer investigação. Nesta segunda-feira, o deputado segue trabalhando normalmente e reforça o compromisso com a transparência e a ética em todas as ações. A prioridade absoluta é o trabalho em prol dos catarinenses“.

A prefeitura de Porto Belo também se manifestou em nota:

“O Município de Porto Belo vem a público informar que recebeu na manhã desta segunda-feira, 29, no Centro Administrativo, agentes do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), em investigação para nova fase da Operação Mensageiro, que investiga contratos firmados com o Grupo Serrana.

No Centro Administrativo de Porto Belo, a equipe buscou informações referentes a contratos estabelecidos no ano de 2021. O Governo Municipal colocou a equipe à disposição e está disposto a colaborar com a investigação, que segue em sigilo de justiça.

O prefeito Joel Lucinda, que assumiu o Governo de Porto Belo em 2022, ressalta que segue acompanhando o processo, que em Porto Belo, especificamente, está relacionado com a Empresa de Abastecimento de Água.

Com o objetivo de atender a demanda crescente de tratamento e abastecimento de água, Porto Belo já trabalha na elaboração de estudo que aponta a melhor forma de realizar o serviço na cidade, estudando também a implantação do saneamento básico. Destacamos que todo o processo de análise do novo formato a ser estabelecido foi supervisionado pelo TCE/SC”.


- Ads -
Olá, gostaria de seguir o JMais no WhatsApp?
JMais no WhatsApp?