sábado, 13

de

abril

de

2024

ACESSE NO 

Projeto de lei busca evitar novas tragédias como a de bebê esquecido em carro

Últimas Notícias

- Ads -

Mãe achou que havia deixado o menino na escola

MEMÓRIA

- Ads -

A vereadora Tatiane Carvalho (MDB) está propondo projeto de lei que cria o Protocolo de Chamada Escolar Lorenço nos centros de educação infantil (CEIs) e escolas de ensino fundamental de Canoinhas. A ideia é criar um protocolo a ser seguido por professores em caso de falta de aluno sem justificativa prévia. Lorenço, de um ano e sete meses, morreu na quarta-feira, 13, dentro do carro da mãe, que trabalhava no momento no Centro de Apoio Psicossocial de Canoinhas (Caps). O projeto tem o aval dos pais da criança.

“O protocolo tem por objetivo prevenir o desaparecimento de crianças entre outras fatalidades, através da realização da chamada nominal dos alunos até 15 minutos após o início das aulas”, diz o projeto.

Se for constatada a ausência do aluno, o professor registrará a ocorrência em ata específica e comunicará, de imediato, a direção da escola, que deverá entrar em contato com os responsáveis pela criança de até 12 anos.

Se não houver resposta dos pais, o Conselho Tutelar e a Polícia Militar devem ser acionados. “A medida é crucial para garantir a segurança dos alunos, possibilitando uma resposta imediata em casos de desaparecimento ou emergências. Ao instituir procedimentos claros de comunicação entre escola e família, buscamos assegurar um ambiente educacional seguro e protegido para todas as crianças do Município”, justifica a vereadora autora.




CURIOSO

A análise do pedido de prisão do deputado federal Chiquinho Brazão, preso por suspeita de mandar matar a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes, teve protagonismo de catarinenses. Darci de Mattos (PSD) relatou, Caroline de Toni (PL) presidiu a sessão da comissão que analisou o pedido e Gilson Marques (Novo) pediu vistas adiando a votação do relatório.




MOTIVOS

O Município pode romper contrato com uma empresa que está sendo questionada por órgãos de controle em contrato firmado com outro município? 

O questionamento foi feito pela prefeitura de Barra Velha. De acordo com a resposta do Tribunal de Contas de Santa Catarina (TCE/SC), a instauração de procedimento para buscar esclarecer dúvidas acerca da execução de contrato com a Administração Pública, por si só, não é motivo para rescisão.

O caso vem a calhar para a prefeitura de Canoinhas. A empresa que está na fase final da implementação do novo site e adendos do Município é investigada por supostas fraudes em licitações no Rio Grande do Sul.






MUDANÇA

O Plano de Saúde do servidor público de Santa Catarina, o SC Saúde, irá mudar. O governo pretende oferecer os serviços aos Servidores Estaduais temporários (ACTs) e com grande possibilidade de ser estendido aos servidores municipais. A informação é do jornalista Renato Igor.






ECONOMIA

A Prefeitura de Major Vieira, em parceria com o Sebrae/SC, inaugurou na quinta-feira, 21, a Sala do Empreendedor. A ideia é facilitar a vida de quem deseja abrir ou formalizar um negócio no município.





DESFALQUES

Não é só nos cenários locais que o PSDB vem perdendo figuras importantes. Dois dos nomes mais lembrados do partido na esfera estadual deixaram a sigla recentemente: Pavan, que já foi vice-governador, senador e governador pelo PSDB, deixou a sigla no ano passado. Agora, o ex-senador, e ex-vice-governador Paulo Bauer também cancelou filiação.





LONGE DA EMBAIXADA

Divulgação

O ex-presidente Jair Bolsonaro e a esposa Michele devem passar o feriado de Páscoa em Balneário Camboriú, Litoral Norte de Santa Catarina. Eles chegam já nesta quinta-feira, 28, e ficam até domingo, 31.

- Ads -
Olá, gostaria de seguir o JMais no WhatsApp?
JMais no WhatsApp?