sexta-feira, 23

de

fevereiro

de

2024

ACESSE NO 

Gasto de R$ 500 mil com Natal repercute na Câmara de Canoinhas

Últimas Notícias

- Ads -

Vereadores criticaram valor diante do caos nas estradas do Município

PRIORIDADES

- Ads -

A programação de Natal em Canoinhas, divulgada nesta terça-feira, 28, caiu como uma bomba na Câmara de Vereadores. Segundo o vereador Osmar Oleskovicz (PSD), maior crítico de Juliana Maciel Hoppe (PL) no momento, a prefeita está investindo R$ 500 mil nas decorações e shows contratados para o Natal da Família, como foi intitulada a programação.

“Artistas que não têm nada a ver com família e natal. Antes era feita uma pesquisa e (a programação) era paga com dinheiro dos empresários. Músicas com contexto sexual pagas com dinheiro público. Queremos um relatório detalhado com todas as despesas”, disse Oleskovicz, que afirmou que quando ele era secretário de Educação, “gastávamos pouco mais de R$ 100 mil para embelezarmos a cidade inteira e agora vem com R$ 500 mil?”, questionou.

Willian Godoy (PSD) foi na mesma toada. “Não é a hora de trazer bandas caríssimas. Por que não trazer grupos locais? Vão gastar R$ 119 mil com uma banda que não canta nada com nada”, em referência a apenas uma das bandas contratadas. “Poderia ser comprado um caminhão com R$ 500 mil. Precisamos fazer o básico, dar suporte a Secretaria de Obras”, comparando os gastos com o Natal à situação das ruas da cidade.

A coluna tentou analisar as contratações que, segundo Godoy, ocorreram por compra direta. O Portal da Transparência, contudo, retorna em “zero” o número de ocorrências envolvendo a palavra “Natal” quando se pesquisa a área de “compras diretas”.

Foi aprovado um requerimento solicitando que o Município encaminhe relatório de todas as despesas relativas às comemorações das festas
natalinas “e que seja o mais detalhado possível”.







PRESIDÊNCIA

A presidência da Câmara de Canoinhas deve ficar com o PSD. Se Wilmar Sudoski não emplacar, Osmar Oleskovicz deve assumir a candidatura da bancada.





LIXO

Vereadores de Canoinhas aprovaram requerimento que levanta cinco questionamentos sobre a coleta de lixo:

1- Por que não está sendo realizada a coleta do lixo na BR 280 na entrada de acesso à comunidade de Pinheiros?
2- Já está sendo revista essa situação?
3- Quando teremos o retorno da coleta?
4- Se não está sendo possível realizar, qual a alternativa para que essa comunidade possa ter esse serviço novamente?
5- Em quais outras comunidades esse serviço foi suspenso, e quais alternativas que serão oferecidas para todas as comunidades?








ENCHENTES

O Governo de Santa Catarina e os Poderes anunciam nesta quinta-feira, 29, as ações desencadeadas conjuntamente para auxiliar os municípios afetados pelas chuvas de outubro e novembro no Estado.

O governador Jorginho Mello também anunciará um pacote complementar de ações no âmbito do Programa Recupera SC – criado em auxílio a famílias e empreendedores afetados pelas fortes chuvas no Estado. A reunião contará com a presença de prefeitos, vice-prefeitos e secretários estaduais.

Na programação, será apresentado aos prefeitos um balanço dos pagamentos realizados por meio das Transferências Especiais Voluntárias. Haverá ainda o anúncio do cronograma das novas transferências autorizadas aos municípios.





MANTIDO

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) negou, por unanimidade, dois recursos em que o ex-presidente Jair Bolsonaro e seu partido, o PL, buscavam afastar multa de R$ 20 mil imposta pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 

Em março, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmou a punição a Bolsonaro por campanha eleitoral antecipada. O caso está ligado à reunião com embaixadores realizada pelo ex-presidente no Palácio do Alvorada em julho do ano passado. 






28 mil

médicos serão inseridos no programa Mais Médicos até o fim do ano, garante o Governo Federal







ENERGIA

Divulgação

O Governo do Estado e a Celesc assinaram, nesta terça-feira, 28, um acordo de cooperação técnica que prevê uma economia de energia de aproximadamente R$ 70 milhões, no período de cinco anos, para a administração estadual. O evento contou com a presença do governador Jorginho Mello, do presidente da Celesc, Tarcísio Rosa, do procurador-geral de Justiça, Fábio Trajano.

A parceria prevê a troca de experiências na gestão da energia consumida pelos órgãos do Poder Executivo, buscando a eficiência, a redução das despesas do Estado com a energia elétrica, e a possibilidade de desenvolvimento de novos negócios pela Celesc, atuando no mercado livre e na implantação de fazendas solares.

- Ads -
Olá, gostaria de seguir o JMais no WhatsApp?
JMais no WhatsApp?