Como doar para as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul? Veja os canais oficiais

sábado, 15

de

junho

de

2024

ACESSE NO 

Como doar para as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul? Veja os canais oficiais

Funcionário da Serrana teria levado propina na cueca até prefeitura de Canoinhas

Últimas Notícias

Dinheiro seria destinado a campanha de reeleição do ex-prefeito Beto Faria

- Ads -

As investigações do Ministério Público (MP) sobre o esquema de corrupção na coleta do lixo em Santa Catarina indicam que funcionários da empresa Serrana Engenharia, apontada como corruptora, prometeram encaminhar R$ 70 mil para o ex-prefeito Beto Faria (MDB) utilizasse na campanha eleitoral de 2016. Faria acabou perdendo a eleição para Beto Passos.

A investigação aponta, ainda, que a forma de pagamento seria parcelada. Os primeiros R$ 30 mil teriam sido entregues na primeira semana da campanha à eleição, outros R$ 20 mil na última semana e os R$ 20 mil restantes seriam pagos depois das eleições. Esse dinheiro era transportado na cueca de um funcionário da Serrana.

Entretanto, o MP não deixou claro qual seria a finalidade desse apoio aos candidatos. Um delator confirmou essas informações, mas não deu mais detalhes sobre a aplicação dos recursos.

O relatório do Ministério Público dá conta de que na primeira semana da eleição, um funcionário da Serrana foi até uma sala da prefeitura, onde entregou um pacote com o dinheiro combinado a um interlocutor de Faria e saiu. O mesmo ocorreu na última semana das eleições, mas com outro funcionário sendo o encarregado de transportar o dinheiro, desta vez eram R$ 20 mil que teriam sido retirados da cueca do rapaz, segundo o delator.

Procurado pela reportagem, Beto Faria disse não ter conhecimento de ter sido citado na denúncia.

PIKE ENTRA EM CENA

Passada a eleição, e com a derrota do grupo de Beto Faria, que seria o destinatário desse dinheiro, o então vice-prefeito eleito Renato Pike teria entrado em cena. Ele era responsável pela equipe de transição e teria levantado quais eram as empresas que colaboraram com a campanha de Beto Faria.

Dessa maneira, segundo o MP, Pike teria conseguido o contato de pessoas dentro da Serrana e assim dado início às tratativas para o pagamento de propina da Serrana no governo Passos.

Para o MP, dos R$ 213 mil que supostamente a Serrana teria pagado em propina naquele momento, pelo menos R$ 100 mil teriam sido destinados a Pike. Outro delator revelou que Pike e o então prefeito Beto Passos foram convidados por um diretor da Serrana a participar de um jantar no qual teria sido acertada a quantia de R$ 20 mil que passaria a ser dividida entre os dois desde que a Serrana tivesse garantidos a vitória nas licitações da coleta e destinação do lixo em Canoinhas.

- Ads -
Olá, gostaria de seguir o JMais no WhatsApp?
JMais no WhatsApp?