Planos de anúncio a partir de R$ 100. Clique aqui e converse com a gente

terça-feira, 23

de

julho

de

2024

ACESSE NO 

Planos de anúncio a partir de R$ 100. Clique aqui e converse com a gente

Expandir ou não expandir? Eis a questão

Últimas Notícias

Antes de qualquer leitura econômica e política, verifique as forças e fraquezas de sua empresa e faça o dever de casa

- Ads -

Os cenários nacional e internacional atuais geram instabilidade às organizações. Guerra, crise financeira, crises políticas, insegurança jurídica, tudo leva a crer que um colapso econômico está próximo. Se o leitor entrar agora no Youtube verá milhares de vídeos prevendo o “apocalipse econômico”. Isso alimenta uma “gravidade negativa”* gigantesca, que acarreta desaceleração da produção e do consumo. Nessa onda, um dos principais afetados é o empresário (a), que coloca em jogo o capital investido e que adota como primeiro movimento o desinvestimento**.

A existência de altos e baixos na economia é algo cíclico. Vários segmentos entram em crise ao mesmo tempo gerando um movimento de baixa generalizada. Esta é uma realidade vivida desde 2022. Porém, utilizar a teoria dos ciclos econômicos para afirmar que dentro de um período de tempo haverá um crescimento e que neste cenário é importante investir  para aproveitar o crescimento do consumo, é uma análise muito rasa.

Mesmo empresas preparadas para a expansão se questionam muito antes de crescer. Mas afinal, deve-se investir em um cenário de baixa ou deve-se suspender toda e qualquer forma de investimento para acumular caixa?

A realidade é que uma empresa não pode se basear exclusivamente no cenário de mercado para decidir sobre um investimento em suas operações. O principal critério é nos ensinado por Porter, referindo-se às vantagens competitivas. A empresa precisa conhecer suas vantagens e desvantagens em relação ao concorrente e ao próprio tamanho do mercado em que atua. 1) Uma empresa com um brand*** reconhecido, 2) com uma posição de preço de liderança (em custo ou diferencial), 3) com uma estrutura de capital adequada (baixo endividamento de terceiros, indicadores de retorno acima do mercado, boa geração de caixa) e principalmente 4) com um capital humano superior ao da concorrência (com experiência, criatividade, motivação e competências adequadas) a empresa estará apta a expandir, pois colocará mais pressão sobre seus concorrentes e adotará assim a estratégia de “tomada de mercado”, ou seja, por estar em crise o consumo não está crescendo, mas a empresa cresce retirando participação de mercado dos concorrentes que estejam instáveis.

Ao se deparar com uma oportunidade de expansão/investimento, é necessário analisar os fatores listados. Se a empresa apresentar pelo menos 3 dos 4 itens, está apta a expandir com grandes chances de retorno. É o famoso “investir na baixa”. Processos de crises são grandes “peneiras” nas quais somente permanecem as organizações fortalecidas e estáveis. Então, antes de qualquer leitura econômica e política, verifique as forças e fraquezas de sua empresa e faça o dever de casa.

* Cenário em que todos os fatores econômicos (empresas, pessoas, clientes, fornecedores) hajam de maneira pessimista diariamente.

** Deixa de investir no seu negócio ou até mesmo reduz o tamanho da operação. Nesse movimento, a intenção é gerar liquidez.

*** Deixa de investir no seu negócio ou até mesmo reduz o tamanho da operação. Nesse movimento, a intenção é gerar liquidez.

- Ads -
Olá, gostaria de seguir o JMais no WhatsApp?
JMais no WhatsApp?