segunda-feira, 27

de

setembro

de

2021

ACESSE NO 

Empresa suspeita de fraudar licitação vai compensar Canoinhas com mil sacos de cimento

Últimas Notícias

- Ads -

Progresso Ambiental assinou acordo com a Justiça

 

 

 

 

PROGRESSO

A empresa Progresso Ambiental, que perdeu licitação para asfaltar ruas de Canoinhas depois que o JMais mostrou que havia suspeita de irregularidades contábeis na documentação apresentada no certame, assinou acordo com a Justiça para reparar os danos ao erário público. A empresa se comprometeu a corrigir a documentação contábil a doar mil sacos de cimento, cuja entrega será parcelada em três vezes ao conselho da comunidade de Canoinhas, “que utilizará esse material em obras sociais, dentre as quais a revitalização das calçadas do município por meio do trabalho dos detentos da Unidade Prisional Avançada de Canoinhas, além de outros trabalhos sociais que sejam avaliados pela diretoria do conselho da comunidade em conjunto com o Ministério Público local.”

 

 

 

O Município ainda concordou em rever a decisão de declaração de idoneidade da empresa.

 

 

 

Reportagem do JMais mostrou que dados do Portal da Transparência da Prefeitura de Blumenau mostravam que a empresa Progresso Ambiental, sediada em Gaspar, faturou R$ 5.646.385,31 com obras contratadas pelo Município ao longo de 2018. O valor foi confirmado como pago ainda em 2018, pelo setor de contabilidade da prefeitura como também atesta o campo “Pagamentos efetuados por beneficiário/favorecido” do portal.

 

 

 

 

O balanço contábil apresentado pela empresa no processo licitatório para pavimentação de 12 ruas de Canoinhas – maior contrato já assinado na administração anterior -, no entanto, apresentava faturamento bruto de R$ 4.759.540,22 no mesmo ano. Esse valor foi o que garantiu à empresa concorrer no certame como Empresa de Pequeno Porte (EPP). Sob esta condição, ela pode apresentar uma contraproposta às feitas pelas demais empresas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PLANO B

A Progresso não licitou mais obras em Canoinhas, mas tem vencido processos licitatórios para pavimentações em Três Barras.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

COMPACTUADOS

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Se você preza pela democracia, anote esses nomes: os deputados federais catarinenses Rogério Peninha (MDB), Gilson Marques (Novo), Angela Amin (PP), Rodrigo Coelho (PSB), Caroline de Toni (PSL), Coronel Armando (PSL), Daniel Freitas (PSL), Fábio Schiochet (PSL) e Helio Costa (Republicanos) votaram contra o relatório que mantinha preso o colega Daniel Silveira (PSL-RJ – foto). Felizmente, eles não fazem parte da maioria. A Câmara dos Deputados manteve, por 364 votos a favor, 130 contra e 3 abstenções, a prisão do deputado. O parlamentar está preso desde terça-feira, 16, após divulgar um vídeo com discurso de ódio e ataques aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SIM AO RELATÓRIO

Carmen Zanotto (Cidadania), Carlos Chiodini (MDB), Celso Maldaner (MDB), Darci de Matos (PSD), Geovânia de Sá (PSDB), Pedro Uczai (PT) e Ricardo Guidi (PSD) concordaram com a manutenção da prisão.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A PROPÓSITO

Quem invoca a mesma Constituição que Daniel espezinhou em sua fala para defender a sua liberdade precisa rever seus conceitos: se é bom para nós vale, do contrário, é lixo. Viver em sociedade é respeitar as diferenças e entender que decisões políticas e judiciais nem sempre nos contentarão. Isso é democracia. Pode-se questionar a idoneidade dos membros do Supremo, há caminhos legais para isso, mas nunca a instituição.

Na cabeça ensandecida dos apoiadores de Daniel, fecha-se o Supremo e o Congresso para dar-se plenos poderes ao presidente. Jair Bolsonaro, aliás, disse que não interviria na Petrobras, mas alguma coisa teria de acontecer. Aconteceu. Ele trocou o presidente e o valor de mercado da estatal caiu alguns bilhões. Contradição é pouca. É esse mesmo homem que teria supremos poderes de julgar e mandar executar quem bem entendesse na cabeça miúda dos antidemocratas se o delírio antidemocrático fosse concretizado. Embora a legalidade de sua prisão tenha de ser discutida, Daniel precisa servir de lição. Quem acha que democracia é xingar e ofender sem provas precisa cair na real pelo exemplo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

26

vídeos com ataques ao Supremo seguem no YouTube sem que seus signatários sejam presos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DIVINO

O Município de Canoinhas contratou uma empresa para pintura do Portal de acesso à cidade, no ano passado. Chama atenção o nome da empresa contratada: Só por Deus e Filhos Pinturas.

 

 

 

 

 

 

 

1/4

dos pacientes intubados por covid morre por sequelas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Na Saúde tem recursos demais. O problema é a gestão”

de Arthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados em entrevista a’O Globo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CRISE

Governador Carlos Moisés/Ricardo Wolffenbuttel/Secom

Com o cenário de alerta em Santa Catarina, o governador Carlos Moisés decidiu reunir os prefeitos para discutir ações coordenadas. A ocupação de leitos de UTI ultrapassou os 90% neste domingo, 21. Durante o final de semana, o governo do Estado fez reuniões para discutir o cenário e já desenhou uma programação para os próximos dias. Uma das agendas será a reunião entre o governador e prefeitos das maiores cidades do Estado para discussão de medidas contra o avanço da doença. O encontro deve ser entre esta segunda e terça-feira. A informação é do colunista Ânderson Silva, da NSC.