Como doar para as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul? Veja os canais oficiais

quinta-feira, 13

de

junho

de

2024

ACESSE NO 

Como doar para as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul? Veja os canais oficiais

Em Rio Negro e Mafra, número de pessoas que tiveram que sair de casa passa de 400

Últimas Notícias

Após recuar 23 centímetros, rio Negro volta a subir; veja nível

- Ads -

O nível do rio Negro voltou a subir às 6 horas desta sexta-feira, 3.

O pico da segunda enchente de 2023 foi às 23 horas de quarta-feira, dia 1º, quando o rio chegou a 9,391 metros. Nas horas seguintes, o nível passou a recuar, chegando a 9,160 metros às 5 horas desta sexta-feira, 3, quando voltou a subir.

Segundo a leitura das 10 horas, o rio Negro está com 9,226 metros, com vazão de 510 metros cúbicos por segundo.

A oscilação do nível não altera os quadros de alagamento e desabrigados em Mafra e Rio Negro.

Em Mafra, 225 pessoas precisaram sair de casa. Dessas, 112 estão em dois abrigos municipais, no Colégio Cemma e Ginásio Wilson Buch, enquanto as demais foram para casas de terceiros.

A Defesa Civil mapeou 13 pontos de alagamento: centro, Campo da Lança, Vila Argentina, Vila Ruthes, Vila Solidariedade, Vila Buenos Aires, São Lourenço, Amola Flecha e regiões do Campo do Peri e autódromo.

Em Rio Negro, 80 famílias já deixaram suas casas, o que se aproxima de 250 pessoas. 103 pessoas estão abrigadas em dois alojamentos do município: Ginásio José Müller e Escola Vereador Ricardo Nentwing.

Os principais pontos de alagamento são: Vila Paraná, Vila Paraíso, Volta Grande, Estação Nova, Passa Três, Campina dos Andrades e Baitaca.

- Ads -
Logo Facebook Logo WhatsApp Logo nova do Twitter
Olá, gostaria de seguir o JMais no WhatsApp?
JMais no WhatsApp?