quarta-feira, 27

de

outubro

de

2021

ACESSE NO 

Câmpus Canoinhas do IFSC discute retomada de 30% das atividades presenciais

Últimas Notícias

- Ads -

Reunião na próxima terça-feira, 27, vai analisar situação

Na próxima terça-feira, 27, o Colegiado do Câmpus Canoinhas do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) se reúne para apreciação de duas pautas importantes para a comunidade acadêmica: o Plano Anual de Trabalho (PAT) 2022 e o acionamento da Fase 2 da Política de Segurança Sanitária do IFSC (PSS) no Câmpus Canoinhas. A reunião por webconferência começa às 18h30, com a participação de representantes dos estudantes, professores, técnico-administrativos, comunidade externa e direção. Na semana passada pais de alunos do Ensino Médio protestaram pedindo a retomada das aulas presenciais no segundo semestre.


A autorização para que os colegiados dos câmpus discutam o acionamento da Fase 2 da PSS foi deliberada pelo Conselho Superior do IFSC (Consup), em reunião extraordinária na segunda-feira, 19. Os câmpus estão autorizados a acionarem a próxima fase do retorno gradual às atividades presenciais a partir de 2 de agosto, desde que todas as condições de biossegurança previstas na PSS estejam cumpridas e que o colegiado do câmpus assim delibere, isso não significa, porém, o retorno das aulas presenciais.


A decisão do Consup levou em conta o relatório apresentado pelo Comitê Técnico-Científico (CTC), que recomendou a autorização levando-se em conta o cenário de redução da gravidade da pandemia em Santa Catarina e os impactos da suspensão das atividades presenciais sobre o desempenho institucional.


A Política prevê o retorno em seis fases, sendo a fase zero a de suspensão integral das atividades. Não há possibilidade de retorno integral imediato de todos os estudantes e servidores, segundo o IFSC.

Enquanto isso, as demais atividades acadêmicas continuam sendo realizadas de forma remota, por meio das atividades não presenciais (ANP). Atualmente, o Câmpus Canoinhas está na Fase 1.


FASE 2
A Fase 2 da PSS é o período de retorno parcial às atividades administrativas e acadêmicas com até 30% da comunidade acadêmica. Nesta fase, poderão retornar estudantes formandos para aulas de laboratório e realização de experimentos para a conclusão de Projetos Integradores e TCC; aulas de laboratório com escalonamento de dias e horários para que se reduza o fluxo de circulação de pessoas nos câmpus e em cada laboratório em particular; e estudantes de cursos EJA-EPT, conforme avaliação de sua pertinência e possibilidade pelo câmpus, entre outras atividades.


Para acionamento da Fase 2, é preciso que a região esteja em Risco Potencial Grave por pelo menos 14 dias consecutivos (com base no mapa de risco divulgado pelo Governo de Santa Catarina), caso de Canoinhas. Também são pré-requisitos: disponibilidade de capacitação da comunidade acadêmica para cumprimento dos protocolos de biossegurança; mapeamento de espaços a serem utilizados, de horários e fluxos de atividade; e análise de relatório de acompanhamento de implantação da Fase 1 elaborado pela comissão local de contingência, a partir de orientações do CTC.


FASE 1
Desde o dia 1º de junho, o Câmpus Canoinhas está oficialmente na Fase 1 da PSS. Nesta fase, está autorizado o retorno de formandos de cursos superiores e de pós-graduação, bem como de seus professores, para a realização de experimentos indispensáveis para a conclusão de TCC ou cumprimento de prazos de projetos de pesquisa.


Esta etapa também serve de preparação do câmpus e da comunidade acadêmica para o retorno gradual e parcial das atividades presenciais. Entre as medidas adotadas, estão a limpeza e desinfecção de todos os ambientes; sinalização do câmpus, fixação de equipamentos e disponibilização de EPIs; e capacitação da comunidade acadêmica como um todo (servidores, funcionários terceirizados, estudantes e pais/responsáveis pelos alunos) para cumprimento dos protocolos de biossegurança.


PAT 2022
Sobre o Plano Anual de Trabalho (PAT), que também entra na pauta da reunião de terça-feira do Colegiado do Câmpus Canoinhas, vale destacar que este é o documento utilizado pela Reitoria para elaboração da Proposta Orçamentária do IFSC para o Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) de 2022. O plano lista todas as despesas previstas para o próximo ano, tanto de custeio e manutenção quanto de investimento e capacitação.


Para 2022, o Câmpus Canoinhas trabalha com uma projeção de limite orçamentário de R$ 1.704.369,00, com a maior parte destinada a ações de custeio, no valor de R$ 1.682.243,00. A previsão orçamentária para investimento é de apenas R$ 9.425,00.