segunda-feira, 15

de

agosto

de

2022

ACESSE NO 

Ações marcam o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes em Três Barras

Últimas Notícias

- Ads -

Mobilizações aconteceram em dois pontos da cidade

Mobilizações nesta quarta-feira, 18 de maio, marcaram o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes, em Três Barras.

Sob o tema Esquecer é permitir, lembrar é combater, ações organizadas pela secretaria de Assistência Social, em parceria com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (CMDCA), Conselho Tutelar, Rede de Atendimento à Criança e Adolescentes Vítimas ou Testemunhas de Violência e Comitê de Escuta Especializada, buscaram alertar e sensibilizar a sociedade a respeito do assunto.

Pela manhã houve a distribuição de panfletos informativos a motoristas e pedestres durante pedágio na Avenida Rigesa, na região central da cidade. A vice-prefeita Ana Claudia Quege acompanhou a mobilização. À tarde, ação semelhante foi realizada em frente ao CRAS, que fica na Avenida Abrahão Mussi, no distrito de São Cristóvão. A Rádio 106 FM e a Polícia Militar foram apoiadoras destas atividades.

Faixas sobre a campanha instaladas em frente a prédios públicos municipais e nos principais trevos de acesso à cidade, e carro de som passando em diversas ruas, também fizeram parte da programação, como forma de chamar a atenção e encorajar as pessoas a denunciarem qualquer forma de abuso ou exploração contra o público infanto-juvenil.

“O importante é não se calar, pois essa é uma luta de todos. Quem tem conhecimento sobre qualquer tipo de violação de direitos contra este público, deve denunciar”, frisou o secretário de Assistência Social, João Pedro Simão.

As denuncias podem ser feitas de forma anônima através do disque 100, que funciona 24 horas; do 190 (Polícia Militar) ou ao Conselho Tutelar de Três Barras, por meio do fone fixo (47) 3623-0093 ou do (47) 9 9104-2756 (celular/whatsapp do plantão). 


Fique atento (a) a qualquer tipo de alteração no comportamento do jovem, tais como:

  • medo excessivos;
  • queda repentina no rendimento escolar;
  • agressividade;
  • ansiedade;
  • depressão;
  • automutilação;
  • distúrbios do sono;
  • sentimento de culpa;
  • confusão;
  • isolamento social;
  • brincadeiras sexualizadas;
  • comportamentos regressivos como fazer xixi na cama;
  • temas sexuais em desenhos e jogos.