sexta-feira, 19

de

abril

de

2024

ACESSE NO 

Polícia notifica quatro ônibus que faziam transporte escolar no interior de Canoinhas

Últimas Notícias

- Ads -

Pais fizeram um protesto na tarde desta quarta-feira, 29

- Ads -

CORREÇÃO: FORAM QUATRO, E NÃO CINCO ÔNIBUS APREENDIDOS, AO CONTRÁRIO DO INFORMADO ATÉ ÀS 20h DE 29/11/23

OS ÔNIBUS FORAM NOTIFICADOS E NÃO APREENDIDOS

Após um protesto de pais de alunos da Escola de Educação Básica Benedito Therézio de Carvalho Junior, do distrito canoinhense de Felipe Schmidt, uma reunião na tarde desta quarta-feira, 29, terminou com a notificação de quatro ônibus escolares da empresa Translourdes, de Araucária (PR). A empresa tem contrato com o Município para transportar os alunos que estudam na escola que fica a 40 quilômetros do centro de Canoinhas.

Segundo os pais dos estudantes, há tempos há falhas no transporte, com veículos sucatados e que seguidas vezes quebram, levando a aglomeração de crianças nos veículos que conseguem circular. Foi o que aconteceu na manhã desta quarta, quando dezenas de crianças foram amontoadas em um micro-ônibus porque outro veículo quebrou.

Na reunião pedida pelos pais com a direção da Secretaria de Educação de Canoinhas, realizada na tarde desta quarta, os pais chamaram a Polícia Militar para vistoriar os veículos. De cinco, apenas um não foi apreendido.

Segundo os pais, as reclamações vêm sendo feitas à Secretaria de Educação desde o retorno do recesso de meio de ano, mas nenhuma providência tinha sido tomada até esta quarta-feira.

Os pais elogiaram o trabalho dos motoristas, que apesar das adversidades tentam cumprir a missão de entregar os estudantes à escola e, posteriormente, aos pais. Eles frisaram a péssima condição das estradas, que só agravou a situação.

Antes da abordagem policial, o JMais havia consultado a Secretaria de Educação de Canoinhas, que emitiu a seguinte nota: “A Secretaria de Educação de Canoinhas esclarece que o serviço de transporte é realizado por empresa terceirizada no distrito de Felipe Schmidt. Repudiamos a situação e já estamos tomando as medidas cabíveis para que isso não ocorra novamente.
A empresa está sendo notificada por descumprimento de contrato.”

Pais informaram que a Secretaria estuda rescindir o contrato com a Translourdes, mas a secretária de Educação Sônia Stelzner não confirmou a informação. Ela não atendeu a ligação da reportagem.

Até sexta-feira, uma contratação emergencial será feita para garantir o transporte dos alunos.

Veja o vídeo feito pelos pais dos alunos (borramos as imagens para não expor as crianças):



CONTRAPONTO

A reportagem conversou por telefone com Leandro de Carvalho, que se apresentou como responsável pela Translurdes. Ele disse que não estava totalmente inteirado da situação e que desconhecia a notificação de veículos. Afirmou que o problema desta quarta foi pontual e culpou a situação das estradas como motivo para a quebra de veículos. “São máquinas, em estradas ruins, quebram. Mas não é rotineiro, não acontece sempre”, afirmou. Ele garantiu que a manutenção rotineira é feita nos veículos e que nenhum deles apresenta irregularidade. “Estão todos com os documentos em dia”, garantiu.

Segundo a Polícia Militar, a equipe fez a autuação por infração de trânsito e ofereceu um prazo de 15 dias para regularização. “Os ônibus não possuem vistoria do Inmetro, tacógrafo, entre outras irregularidades”, informou.

- Ads -
Olá, gostaria de seguir o JMais no WhatsApp?
JMais no WhatsApp?