terça-feira, 28

de

setembro

de

2021

ACESSE NO 

Mesmo vencendo o Goiás, Vasco é rebaixado à Série B pela quarta vez

Últimas Notícias

- Ads -

Time fez 3 a 2, mas não saiu do Z4 e fechou o Brasileiro com 41 pontos

 

VASCO X GOIÁS

 

O Vasco venceu o Goiás por 3 a 2 em São Januário na noite desta quinta-feira, 25, em partida válida pela 38ª e última rodada do Campeonato Brasileiro. Mesmo com a vitória, a equipe carioca fechou o torneio rebaixada na 17ª posição com 41 pontos. O Goiás, já estava na Série B, e acabou o Brasileiro em 18º lugar com 37.

 

 

Para se manter na elite, o Vasco precisava de um milagre. Tinha que vencer e retirar uma diferença de 12 gols no saldo a favor do Fortaleza, que perdeu na última rodada para o Fluminense por 2 a 0.

 

 

O primeiro gol do jogo desta quinta-feira foi de German Cano, pegando rebote do goleiro Tadeu. O Goiás reagiu e virou o jogo com o centroavante Fernandão em duas oportunidades. No segundo tempo, quem foi o nome do jogo foi o zagueiro Ricardo Graça. Em duas bolas pelo alto, o defensor foi melhor e virou o jogo para o Vasco.

 

 

 

 

Além da equipe de São Januário e do Esmeraldino, os outros times que vão disputar a Série B na temporada de 2021 são o Botafogo e o Coritiba. O Alvinegro carioca acabou como lanterna com apenas 27 pontos em 38 jogos. No último jogo, nesta quinta-feira, 25, o time perdeu para o Ceará por 2 a 1 em Fortaleza. O penúltimo foi o Coritiba com 31 pontos. A equipe do Paraná fechou o campeonato perdendo por 3 a 1 para o Atlético Goianiense em Goiânia.

 

 

INTERNACIONAL X CORINTHIANS

 

Na noite de decisão do Campeonato Brasileiro, Inter e Corinthians não saíram do 0 a 0 no Beira-Rio nesta quinta-feira, 25, em partida válida pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Corinthians acabou o Campeonato em 11º lugar com 51 pontos. E o Inter em 2º com 70, apenas um ponto atrás do campeão Flamengo.

 

 

O primeiro tempo foi bastante morno. O Corinthians que estava praticamente só cumprindo tabela no jogo não criou chances. O Inter, que estava firme na luta pelo tão esperado título brasileiro, foi lento e abusou de cruzamentos e passes errados. A primeira oportunidade surgiu apenas aos 23 minutos, quando o meia Edenílson invadiu a área a dribles e deu um chute forte, cruzado e rasteiro para boa defesa do goleiro Cássio. Aos 30, o Colorado chegou a ter um pênalti marcado pelo árbitro Wilton Pereira Sampaio. Na jogada, o lateral-esquerdo Moisés cruzou para trás. A bola bateu no braço esquerdo do volante Ramiro que havia dado um carrinho. Mas, com o auxílio do VAR, a penalidade foi anulada.

 

 

A outra chance perigosa dos gaúchos na etapa inicial foi aos 44 minutos. O centroavante Yuri Alberto recebeu um bom passe do meia Patrick e deu uma cavadinha por cima do goleiro Cássio para balançar as redes. Mas, o atleta colorado estava realmente impedido. E o árbitro Wilton Pereira Sampaio anulou o gol. A maior alegria dos colorados na primeira parte do jogo veio do Estádio Morumbi, quando o centroavante Luciano colocou o Sâo Paulo na frente. O resultado era até superior ao que o Inter precisava. Vitória do time do Morumbi. Assim, o Flamengo ficava com 71 pontos na liderança e o Inter, com 70, na vice-liderança, dependia apenas de um gol para ser tetracampeão.

 

 

 

 

A volta do intervalo em Porto Alegre teve o Inter forçando o ritmo em busca da vantagem. A primeira chance veio aos quatro minutos. O goleiro Cássio fez um milagre e evitou o gol em cabeçada do volante Edenílson. Aos poucos o Inter foi forçando mais.

 

 

Nem o gol de empate do Flamengo, com Bruno Henrique, tirou a motivação do Colorado. A situação continuava a mesma. O título do Inter dependia apenas de um gol. A torcida colorada estava ansiosa para colocar fim na longa espera pela principal taça do futebol brasileiro. As poucas pessoas nas arquibancadas do Beira-Rio fizeram festa quando o São Paulo pulou novamente na frente, com o gol de Pablo.

 

 

Aos 18 minutos, em Porto Alegre, Caio Vidal fez uma bela jogada na entrada da área e soltou uma bomba rasteira. A bola explodiu na trave. A pressão do time do Sul era baseada em uma sequência de escanteios. Até que, aos 22 minutos, o técnico Abel Braga fez duas trocas. Entraram Abel Hernández e Thiago Galhardo. Saíram Yuri Alberto e Praxedes. A bola ficava praticamente o tempo todo nos pés dos jogadores do Inter, mas a equipe forçava muito em cruzamentos e não tinha a chance clara. Aos 32, mais duas mudanças do Abel Braga. Heitor e Caio Vidal saíram. E entraram Peglow e Lucas. Aos 36, o zagueiro do Inter Lucas Ribeiro subiu mais alto do que todo mundo e mandou de cabeça para fora perdendo outra boa chance. Por incrível que pareça o Inter ainda marcou o gol que seria do título aos 51 minutos com Edenílson. Mas o atleta estava realmente impedido e o lance foi invalidado. Aos 54, outra chance. Depois do bate e rebate na área e o zagueiro Lucas Ribeiro bateu forte por cima. Foi a última chance. Assim, o Internacional segue esperando o título brasileiro que não conquista desde 1979.