sábado, 13

de

abril

de

2024

ACESSE NO 

Enchente tira famílias de casa em todo o Planalto Norte

Últimas Notícias

- Ads -

Cheias levam rios a deixar seus leitos em toda a região

- Ads -

Com o rio Canoinhas com 7,86 metros de cheia e o Negro com 10,50 metros de nível, além do Iguaçu com 6,54 metros de cheia, todas as cidades do Planalto Norte registram prejuízos com enchente. As cidades mais atingidas são Canoinhas, Três Barras, Mafra e Porto União.

Em Canoinhas, famílias que moram no Campo d’Água Verde começaram a ser retiradas de casa na manhã desta quarta-feira, 11. Quem não tem para onde ir está sendo levado para o ginásio da Escola Rodolfo Zipperer. A cidade recebeu ajuda humanitária do Governo do Estado. A Defesa Civil destaca que mudanças estão sendo feitas somente até às 18 horas. Portanto, é preciso que as pessoas acionem a prefeitura o mais cedo possível para conseguir sair de casa. As famílias que precisarem deixar de casa podem acionar o Corpo de Bombeiros pelo 193. Para informações, envie WhatsApp para 47 9 8873-8863 ou 3621 6175. Até a quarta-feira, 10, havia apenas uma família em abrigo. O total de desabrigados ainda não foi divulgado pela prefeitura.

Rua alagada em Três Barras/Luiz Felipe Reinert/JMais

Em Três Barras, mais de 350 pessoas estão fora de casa por causa das cheias dos rios Canoinhas e Negro. 117 destas pessoas foram para dois abrigos municipais. Há mais famílias sendo retiradas de casa nesta quarta.

Bombeiros trabalham em resgate em Porto União/Portal da Cidade

SAIBA TUDO SOBRE AS ENCHENTES SEGUINDO NOSSO CANAL NO WHATSAPP

Na tarde desta terça-feira, 10, a equipe da Força Tarefa do Corpo de Bombeiros se deslocou até a base da Assistência Social, no bairro Santa Rosa, em Porto União. Em conjunto com a assistência social e também de integrantes do do Batalhão de Engenharia e Combate Blindado foi montada uma estratégia de resgate de 21 pessoas e diversos animais que encontravam-se ilhados no Santa Rosa. Bombeiros e militares do Exército brasileiro realizaram o resgate das famílias durante o período de duas horas, percorrendo uma distância total de 7 kms, atuando em uma área alagada, passando por casas de moradores que necessitavam ser retirados de suas residências com encaminhamento para local seguro em um abrigo do município.

Segundo a Prefeitura de Irineópolis, 12 famílias que somam um total de 40 pessoas foram realocadas por causa da cheia do Iguaçu. Outras 19 estão abrigadas no ginásio e 21 pessoas estão em casas alugadas ou de familiares.

Situação do rio Negro em Mafra/Robson Komochena/Riomafra Mix

A situação mais crítica é de Mafra. Mais de 530 pessoas estão desalojadas. Dados da Defesa Civil indicam que mais de 200 pessoas estão em cinco abrigos do município e os demais em casas de parentes e amigos. Observam-se áreas de alagamentos na Praça Miguel Bielecki, Vila Solidariedade, Vila Ferroviária, Vila Ivete e Buenos Aires. Além disso, há pontos de alagamentos em áreas rurais, como Campo da Lança, Maurício Caillet, Bituvinha, Rio Preto, Rio Branco destino Butiá dos Carvalhos, Butiá do Lajeado sentido Pedra Fina, Bela Vista sentido Pedra Fina, todos com alagamentos pontuais. A ponte sobre o rio da Lança, na rua São João Maria, continua interditada, aguardando laudo da Defesa Civil. Da mesma forma, a ponte nas proximidades do Supermercado MIG da Vila Ivete está interditada, na rua Annies Gualberto, na Vila Buenos Aires, ponte sobre o rio Bandeira na rua São João e ponte sobre o rio Bandeira na rua Independência.

- Ads -
Olá, gostaria de seguir o JMais no WhatsApp?
JMais no WhatsApp?