segunda-feira, 15

de

agosto

de

2022

ACESSE NO 

Calendário apertado pode provocar recorde de candidatos a prefeito em Canoinhas

Últimas Notícias

- Ads -

Partidos terão pouco tempo para articulações

O prazo curto para as convenções partidárias que começa nesta quarta-feira, 10, e termina no dia 15, deve gerar um número recorde de candidatos a prefeito nas eleições suplementares em Canoinhas. Apesar de todos saberem que Canoinhas teria novas eleições, não se sabia que o prazo para definir candidaturas seria tão exíguo. A consequência desse prazo curto será um número recorde de candidatos. Até a última conta feita pela reportagem esse número chegava a nove.

O MDB tinha dois nomes na pista até esta quinta, 4: a vereadora Zenilda Lemos e o ex-vice-prefeito Wilson Pereira. Nesta sexta-feira, 5, contudo, foi batido o martelo em torno do nome de Wilson, que deve ter o nome homologado na convenção do partido em data ainda não confirmada.

O PSD ainda não tem nada confirmado, mas Willian Godoy já disse que será candidato. A reportagem apurou que ele enfrenta resistências dentro do partido – Edmilson Verka ambiciona a vaga – e dos parceiros. O União Brasil (UB), por exemplo, quer lançar seu secretário Célio Galeski como candidato a prefeito. Presidente do PSD, Osmar Oleskovicz está magoado com os colegas depois da CPI dos Livros o responsabilizar, portanto, não está se envolvendo diretamente na disputa. No caso do UB, “queremos ver quem e o que agrega mais”, diz Galeski, que preside o partido em Canoinhas.

O PL, outro aliado com cargos no governo, já disse que também vai lançar candidato, mas não confirmou quando. Gil Baiano deve ter a bênção do partido na disputa pela cabeça de chapa, mas Coronel Mario Erzinger, Maurício Zimmermann e Zenici Dreher também deixaram seus nomes à disposição para compor uma eventual chapa pura.

Juliana Maciel é nome certo do PSDB. É um dos poucos partidos com mais de 200 filiados em Canoinhas a reservar uma data para a convenção. A princípio deve ocorrer na sexta-feira, 12.

O Progressistas vai lançar o nome de Ivan Krauss, que já participou das eleições passadas. “Tem muita conversa que não foi feita, achávamos que as convenções seriam em setembro”, reforça o presidente do partido, Rogério Koch. Ele diz que possivelmente marcará a convenção para o último dia possível, 15 de agosto.

O PT também vai lançar candidato. A princípio, o único nome colocado é o de Nilson Souza. Fernando Camargo, presidente do partido, diz que a convenção deve ser marcada neste fim de semana.

O Podemos deve se reunir no sábado, 13. Antes disso, diz o pré-candidato vereador Marcos Homer, o Podemos quer conversar com todos os demais partidos para analisar possíveis propostas de parceria.