Years and Years especula sobre o preço a se pagar por eleger populistas

Uma das histórias mais originais do ano consegue ir direto ao ponto em seis episódios

 

 

O CUSTO DO POPULISMO


Uma das histórias mais originais do ano, Years and Years, da HBO, acerta ao mesclar uma boa história de família, amor e amizade com bons toques do realismo fantástico que virou a geopolítica mundial.

 

 

 

A minissérie acompanha a trajetória da família Lyons ao longo de 30 anos. De modo ágil, os anos vão se passando e vamos descobrindo as transformações pelas quais o mundo passa. A tecnologia muda vidas na mesma medida em que a política desanda de vez. Líderes populistas como Vivienne Rook (a fenomenal Emma Thompson) emergem aos borbotões e direcionam o mundo para o abismo.

 

 

 

Entretidos em suas idiossincrasias, os Lyons se revezam em almoços de domingo que fortalecem os laços entre os irmãos e a avó Muriel Deacon. Na TV, Vivienne aparece como somente mais uma líder política histriônica.

 

 

 

As mudanças geopolíticas começam a ser sentidas quando uma das irmãs, ativista política, é afetada por uma explosão na China. 

 

 

 

Daniel Lyons, eixo central da história, é um agente de imigração que se apaixona por um refugiado ucraniano e começa, com muita sutilidade, ele próprio a sentir o peso da mão do estado na sua vida.

 

 

 

 

Por uma vingança do ex-marido de Daniel, Viktor, o ucraniano, é deportado. A situação política se agrava e Daniel começa uma luta insana para poder viver ao lado do amado.

 

 

 

 

Cada um dos quatro irmãos Lyons vive um drama diferente que culmina, invariavelmente, em situações que barram em um estado cada vez mais repressor e intolerante. 

 

 

 

 

Quando se chega a 2029, o mundo está um caos e os campos de concentração que exterminaram milhões durante a 2ª Guerra Mundial parecem o que sempre foram: inspiração inconfessa para políticos doentios que usam do discurso fácil e, claro, populista, para ludibriar o povo enquanto implementam seus projetos de poder custe o que custar.

 

 

 

 

 

Acima de tudo, Years and Years é um alerta para o que pode estar por vir. Arriscaria dizer que é um alerta tardio, porque muita coisa que a minissérie sugere parece já estar acontecendo bem debaixo dos nossos narizes. 




Deixe seu comentário: