Vereador suspeito de matar empresário em Ivaí, no Paraná, é preso em Canoinhas


Vereador foi preso no centro de Canoinhas/Divulgação

Câmeras flagraram momento em que Luisir Lobacz (MDB) mata o empresário Everaldo Manfron

 

 

O vereador Luisir Lobacz (MDB) da cidade de Ivaí (PR), a 112 quilômetros de Curitiba, foi preso em Canoinhas nesta sexta-feira, 8.  Ele era procurado pela Polícia Civil do Paraná.

 

 

 

Lobacz é suspeito de esfaquear e matar o dono de um supermercado de Ivaí. O crime aconteceu no dia 25 de janeiro deste ano, no estabelecimento comercial da vítima. Lobacz havia alugado há um mês uma quitinete no centro de Canoinhas, na qual morava com a esposa e onde foi preso. Segundo o proprietário da quitinete, que fica próximo às Lojas Colombo, o vereador pagou seis meses de aluguel antecipado.

 

 

 

O delegado de comarca de Canoinhas, Darci Nadal Junior explicou que a Polícia Civil de Canoinhas contribuiu para a prisão do vereador ao ser contatada pela Polícia do Paraná. “Ontem (quinta, 7), ao sabermos da informação de que ele estava foragido aqui, começamos a investigar  o local onde ele estava escondido. Em menos de 24 horas a Divisão de Investigação Criminal de Canoinhas conseguiu descobrir onde ele estava”, explicou. Lobacz será recambiado para o Paraná ainda nesta sexta.

 

 

 

 

De acordo com a Polícia Civil do Paraná, a vítima, o empresário Everaldo Manfron, de 48 anos, estava no setor administrativo do supermercado quando o suspeito invadiu e desferiu os golpes.

 

 

 

 

 

ASSISTA AO FLAGRANTE DO CRIME

 

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento do crime. O suspeito entra na sala onde a vítima encontra-se sentada e parece falar alguma coisa antes de desferir as facadas.

 

 

 

 

O empresário tenta se defender, mas a polícia contabilizou pelo menos oito golpes. Em outra câmera, posicionada no saguão do supermercado, aparece o suspeito correndo após o crime. O empresário aparece logo em seguida e deita ao chão enquanto alguns funcionários tentam ajudá-lo e outros se desesperam. Ele morreu horas depois.





Deixe seu comentário: