Veja os gols que marcaram a 3º rodada do Brasileirão

CBF / Divulgação

Com 9 pontos, Atlético Mineiro lidera a tabela do campeonato

 

Bahia X Avaí


 

O Bahia controlou os primeiros 45 minutos do jogo mostrando todas as suas armas ofensivas. Impondo um ritmo intenso desde o começo, o Tricolor deu trabalho para defesa do Avaí principalmente com a dupla Artur e Gilberto. Foram algumas chances criadas até a rede balançar aos 39 minutos. Artur saiu em velocidade pelo meio, invadiu a área e finalizou para boa defesa de Vladimir. No rebote, o atacante não perdoou e abriu o placar na Arena Fonte Nova: 1 a 0.

 

Na volta do intervalo, a pressão baiana diminuiu e foi a vez do Leão chegar mais ao ataque. Aos 26, Pedro Castro arriscou de fora da área e quase surpreendeu a defesa tricolor. Cinco minutos depois, Daniel Amorim aproveitou cruzamento e cabeceou rente ao travessão. Mas melhor chance dos visitantes saiu já nos acréscimos e novamente com Daniel Amorim. Após cobrança de falta, o atacante subiu mais que marcação obrigando Douglas Friedrich a fazer uma grande defesa para salvar o Bahia e garantir a vitória.

 

Grêmio X Fluminense

 

Nem um, nem dois, nem três… foram cinco gols só no primeiro tempo do duelo tricolor. Jogando em casa, o Grêmio se lançou ao ataque e abriu o placar logo aos cinco minutos. Cortez cruzou para André estufar as redes e dar início a contagem na Arena. Os gaúchos não se comodaram com a vantagem e continuaram no ataque. O segundo gol veio aos 12. Everton mostrou, que além dos pés, sabe usar a cabeça e, após novo cruzamento na área, ampliou a vantagem gremista. O domínio dos mandantes seguiu até os 30 minutos e ainda deu tempo para Jean Pyerre fazer o terceiro depois de ótima troca de passe do Imortal. Do outro lado, o Fluminense deu início a uma reação espetacular aos 38 minutos com Yony González: 3 a 1. Dois minutos depois, Luciano aproveitou uma falha do goleiro Júlio César mandou para o gol.

 

Não teve intervalo que esfriasse a partida e o segundo tempo continuou a todo vapor. Com menos de dois minutos de bola rolando, os cariocas quase chegaram ao empate com Bruno Silva e Matheus Ferraz, mas Júlio César se redimiu do erro do final da primeira etapa e salvou o Grêmio. A insistência do Flu surtiu efeito na marca dos nove minutos. Depois de cobrança de falta na área, Luciano cabeceou, Júlio César defendeu mais uma, só que no rebote Matheus Ferraz não perdoou deixando tudo igual em Porto Alegre. Já aos 26, Pedro, de pênalti, colocou o Fluminense na frente pela primeira vez no jogo: 4 a 3. Mesmo com a surpreende virada carioca, o Imortal não desanimou e chegou ao empate com Kannemann, aos 38. E ainda teve tempo para mais. Nos acréscimos, Yony González aproveitou uma sobra na área para fazer o segundo dele e sacramentar uma vitória heroica do tricolor carioca.

 

Botafogo X Fortaleza

 

O equilíbrio ditou o ritmo do primeiro tempo entre Botafogo e Fortaleza, com chances de gol para os dois lados. O primeiro lance de perigo foi do Tricolor. Logo aos sete, Wellington Paulista aproveitou cruzamento na área e carimbou a trave de Gatito Fernández. O atacante ainda teve outra oportunidade já aos 37 minutos, mas dessa vez mandou para fora. Do outro lado, Erik foi o protagonista do ataque alvinegro. Aos 19, o camisa 11 cabeceou para bela defesa de Felipe Alves, e aos 27, fez bela jogada individual, mas novamente o arqueiro apareceu para salvar o Leão.

 

Na volta do intervalo, o jogo seguiu equilibrado, porém em ritmo mais devagar. Assim como no primeiro tempo, Wellington Paulista criou a melhor oportunidade para o Fortaleza, aos sete minutos. Do outro lado, Erik também voltou a assustar. Após cruzamento de Diego Souza, o atacante cabeceou para mais uma defesa de Felipe Alves. No rebote, Alex Santana não perdoou e estufou as redes no Nilton Santos, aos 24: 1 a 0.



 

São Paulo X Flamengo

 

Embalado pelo bom início de campeonato e motivado pelo torcedor que compareceu ao Morumbi, o São Paulo foi para cima logo nos primeiros minutos do confronto. Com menos de cinco minutos de bola rolando, o Tricolor chegou com perigo duas vezes. Aos dois, após boa troca de passes entre Pato e Reinaldo, Tchê Tchê finalizou em cima da marcação. Na sequência, foi a vez de Lizieiro arriscar para boa defesa de César.

 

Passada a pressão inicial dos mandantes, o Rubro-Negro foi ataque e precisou de apenas uma chance. Berrío deu belo passe para Hugo Moura, que devolveu para o camisa 28 abrir a contagem, aos sete minutos: 1 a 0. Querendo o empate, o São Paulo voltou a assustar aos 25. Antony, na tentativa de cruzar, mandou a bola no travessão. E já na marca dos 42, Tchê Tchê teve nova oportunidade, mas viu César aparecer para salvar o Fla.

 

Na volta do intervalo, o ritmo do jogo diminuiu e o Tricolor passou a comandar as ações ofensivas levando perigo principalmente nos chutes de fora da área. Depois de tanto insistir, a pressão são paulina se transformou em bola na rede já aos 37 minutos. Hernanes cabeceou e César fez grande defesa, mas no rebote Tchê Tchê limpou a marcação e deixou tudo igual: 1 a 1.

 

Vasco X Corinthians

 

Com casa cheia na Arena Amazônia, Vasco-RJ e Corinthians-SP protagonizaram um empate bastante movimentado na noite deste sábado, 4. Abrindo a 3ª rodada do Brasileirão, as duas equipes mediram forças em Manaus e ficaram iguais em 1 a 1. Após Mateus Vital aplicar a “Lei do ex” e colocar o Timão na frente, o Cruzmaltino reagiu e deixou tudo igual com Máxi López, de pênalti, ainda no primeiro tempo. Com o resultado, o time paulista chega a cinco pontos, quatro a mais que os cariocas.

 

Empurrado pela torcida manauara, o Vasco emplacou um ritmo intenso e pressionou o Corinthians no início de jogo. Logo aos dois minutos, em cobrança rápida de escanteio, o Cruzmaltino assustou com Luiz Gustavo. O zagueiro apareceu como elemento surpresa e finalizou rente ao travessão de Cássio. Após segurar a pressão vascaína, o Timão respondeu e contou com a “Lei do ex” para abrir o placar aos 16 minutos. Revelado pelo clube carioca, Mateus Vital não perdoou, se livrou de dois marcadores e finalizou cruzado para fazer 1 a 0.

 

Sem diminuir o ímpeto, o Gigante da Colina continuou em cima, ficou perto de marcar com Luiz Gustavo de cabeça, aos 34 minutos, e alcançou o empate aos 39 minutos. Com auxílio do VAR, o juiz assinalou o pênalti, que Maxi López converteu, 1 a 1.

 

Na volta do intervalo, o Vasco manteve a postura ofensiva e por pouco não alcançou a virada logo aos dois minutos. Em jogada individual, Rossi invadiu a área e finalizou firme para defesa de Cássio. No rebote, Pikachu emendou de primeira, mas não pegou bem na bola. Com as mudanças, as duas equipes foram em busca da vitória e o duelo ficou mais aberto. Apesar dos espaços cedidos, o empate permaneceu até o apito final, 1 a 1.

 

Tabela do Campeonato!

Deixe seu comentário: