quinta-feira, 16

de

setembro

de

2021

ACESSE NO 

Vasco bate Botafogo em clássico e deixa a zona de rebaixamento

Últimas Notícias

- Ads -

Triunfo por 3 a 0 faz vascaínos pularem para a 15ª posição

 

 

VASCO X BOTAFOGO

No confronto entre dois rivais desesperados para escaparem da Série B, o Vasco levou a melhor e derrotou o Botafogo por 3 a 0 no Estádio de São Januário. Talles Magno, Andrey e Yago Pikachu marcaram os gols da partida. Após somar quatro pontos nos dois primeiros jogos sob o comando de Vanderlei Luxemburgo, o Cruzmaltino saiu da zona de rebaixamento, ultrapassando Bahia e Fortaleza e subindo para o 15º lugar, com 32 pontos. Já o Glorioso vê a recuperação cada vez mais difícil: tem apenas 23 pontos e está na penúltima posição na tabela.

 

 

O técnico do Botafogo, Eduardo Barroca, surpreendeu na escalação e apostou em uma formação com muitos atletas jovens. Conhecido pelo trabalho nas categorias de base do Alvinegro, Barroca buscou dar mais gás ao time, mas em campo a equipe mostrou timidez, oferecendo pouco perigo à meta defendida por Fernando Miguel. Dominando as ações, o Vasco chegou ao primeiro gol aos 21 minutos. Henrique cruzou da esquerda, os defensores Sousa e Victor Luis, do Botafogo, não subiram, mas o atacante Talles Magno, do Vasco, sim. Ele cabeceou no canto esquerdo de Diego Cavalieri para abrir o placar. Mesmo em desvantagem e em situação crítica na tabela, o Botafogo seguiu sem reagir. A primeira etapa terminou com o Vasco finalizando mais do que o dobro de vezes que o Botafogo: 11 contra quatro.

 


Vasco subiu para a 15ª posição e recuperação do Botafogo fica cada vez mais difícil – Vitor Silva/Botafogo/Direitos Reservados

Depois do intervalo, Barroca colocou o experiente marfinense Salomon Kalou em campo. Aos poucos, o Alvinegro passou a levar algum perigo, como na bola que Henrique salvou em cima da linha, após chute justamente de Kalou. Mas o Vasco esfriou qualquer tentativa de reação quando ampliou o placar aos 31, com Andrey, que havia entrado em campo onze minutos antes. Ele recebeu de Cano e chutou com categoria para marcar. Com mais conforto no placar, o Cruzmaltino controlou o ritmo até o fim e conseguiu mais um gol. Yago Pikachu foi derrubado por Barrandeguy dentro da área. Ele próprio cobrou o pênalti e fechou o placar: 3 a 0. Foi o 100º gol de Pikachu na carreira.

 

 

Depois de empatar com o Atlético-GO fora de casa na estreia de Vanderlei Luxemburgo, o Vasco agora tem a perspectiva de seguir ganhando posições. No próximo sábado, dia 16, recebe o lanterna Coritiba, podendo abrir distância para a zona de rebaixamento. No momento, o Vasco tem a mesma quantidade de pontos que o Sport, 14º colocado e que o Fortaleza, 16º. O Bahia, primeiro integrante do Z-4, tem 29.

 

 

Já o Botafogo está cada vez mais próximo de cair. O time tem apenas uma vitória nos últimos 13 jogos e é também a equipe que menos venceu no campeonato: apenas quatro triunfos em 29 partidas. São nove pontos de distância para o Fortaleza, que é a primeira equipe fora da zona de rebaixamento. O próximo compromisso do Alvinegro é no domingo, dia 17, diante do Santos, na Vila Belmiro.

 

 

INTERNACIONAL X GOIÁS

O Internacional derrotou o Goiás por 1 a 0, no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre e chegou à quinta vitória consecutiva, agora está a apenas três pontos do líder do campeonato, o São Paulo. O gol da vitória foi marcado pelo volante Praxedes.

 

 

As duas equipes fizeram um duelo equilibrado na primeira etapa, tendo a bola quase pela mesma quantidade de tempo. Tadeu, do Goiás e Marcelo Lomba, do Internacional, seguraram o zero no placar na parte inicial, mas o jogo ficou movimentado na reta final dos primeiros 45 minutos.

 

 

Aos 42, o volante Praxedes aproveitou escanteio cobrado por Rodinei pela direita, subiu mais alto que todos e cabeceou para o chão, abrindo o placar para o Internacional. Foi o primeiro gol como profissional do jovem jogador revelado pelo Colorado, de 18 anos. Três minutos depois, o Goiás chegou a empatar, mas o gol de Rafael Moura foi anulado após consulta ao VAR, que apontou impedimento. Depois disso, Thiago Galhardo, artilheiro do campeonato com 16 gols, sentiu dores no tornozelo e foi para o vestiário mancando. Ele não retornou para o jogo sendo substituído por Abel Hernández.

 

 

No começo da segunda etapa, o autor do gol colorado, Praxedes, se chocou com o companheiro de time Rodrigo Moledo em uma disputa aérea e foi atendido por alguns minutos no gramado, gerando preocupação. O jogador, no entanto, retornou a campo e foi peça importante para que o Internacional mantivesse o resultado, confirmado depois de 53 minutos de futebol no segundo tempo.


Praxedes cabeceia firme para dar a vitória ao Colorado. – Ricardo Duarte/Internacional/Direitos Reservados

 

A boa fase da equipe de Abel Braga esquentou a briga pelo título. Antes visto como um candidato ao G-4, o Internacional é agora o vice-líder e principal perseguidor do São Paulo. O Colorado tem 53 pontos, três a menos do que o Tricolor e pode tirar a diferença em breve. Os dois times se enfrentam daqui a dez dias, no Morumbi, pela 31ª rodada. Antes, no próximo domingo, dia 17, o Internacional mede forças com o Fortaleza, no Beira-Rio.

 

 

Já o Goiás tenta ainda a salvação. A derrota quebrou o bom momento do Esmeraldino que, com quatro vitórias nos sete jogos anteriores, somou 14 dos 26 pontos que tem atualmente e o colocam na 18ª colocação. O próximo confronto da equipe é contra o Flamengo, em Goiânia, na segunda-feira, dia 18.

 

 

ATLÉTICO – GO X BAHIA

No Estádio Antônio Accioly, em Goiânia, Atlético Goianiense e Bahia fizeram um confronto de times na parte de baixo da tabela. O Atlético começou melhor e logo abriu o placar. Após escanteio cobrado pela esquerda, Pereira subiu e cabeceou. A bola ia para fora, mas desviou no lateral Matheus Bahia e acabou entrando.

 

 

No segundo tempo, o Bahia usou a mesma arma, a bola aérea, para empatar. Nino Paraíba cruzou da direita e Gabriel Novaes apareceu para cabecear com força e deixar tudo igual. As duas equipes tiveram chances de vencer, mas não foram precisas o suficiente.

 

 

O Atlético-GO saiu de campo na 12ª colocação, com 36 pontos. Já o Bahia saiu momentaneamente da zona de rebaixamento e chegou aos 29 pontos, interrompendo uma sequência de sete derrotas consecutivas pelo Campeonato Brasileiro. Porém, o Tricolor baiano pode retornar ao grupo dos últimos quatro ainda na noite de domingo, caso o Vasco some algum ponto no clássico contra o Botafogo, em São Januário.

 

 

O próximo compromisso do Atlético-GO é diante do Atlético-MG, no domingo, 17, em Belo Horizonte. Já o Bahia terá um descanso maior. Como a partida da próxima rodada, contra o Corinthians, foi adiada para 28 de janeiro, o Bahia só entra em campo pela próxima vez na 31ª rodada, quando enfrenta o Athletico Paranaense, no dia 20, na Arena Fonte Nova, em Salvador.

 

 

SANTOS X SÃO PAULO

Mesmo com um time cheio de reservas, o Santos levou a melhor no clássico contra o São Paulo neste domingo, 10, no Morumbi. Além de vencer o líder da Série A do Campeonato Brasileiro por 1 a 0, o Peixe se reaproximou da luta por uma vaga na próxima edição da Libertadores e atrapalhou as pretensões do rival, que pode ver concorrentes diretos pelo título chegarem mais perto na classificação.

 

 

A primeira vitória em um clássico na temporada – iniciada em 2020 – fez o Alvinegro subir para 42 pontos, ainda na oitava posição do Brasileiro; cinco pontos atrás do Palmeiras, sexto colocado e, por enquanto, último time na zona de classificação à Libertadores. O Tricolor segue em primeiro lugar, com 56 pontos, mas pode ver a diferença para Internacional e Atlético-MG diminuir. O prejuízo só não foi pior porque o Flamengo, outro concorrente à taça de campeão, tropeçou em casa para o Ceará, também neste domingo.

 

 

A superioridade técnica são-paulina contra um rival que poupou titulares – pensando no compromisso de quarta-feira, 13, pela Libertadores contra o Boca Juniors, da Argentina – não se refletiu em campo. Apesar de ter o domínio da bola e de chutar mais vezes a gol, o time da casa só assustou depois de o Peixe abrir o placar no primeiro minuto do segundo tempo. O gol saiu dos pés do volante Jobson, que recebeu do atacante Arthur Gomes, tentou cruzar, ficou com a própria sobra e mandou de bico para as redes.

 

 

O Santos aproveitou a vantagem para se fechar e sair nos contra-ataques. O São Paulo pressionou, mas em pelo menos três oportunidades parou no goleiro João Paulo – que atuou no lugar do titular John, infectado pelo novo coronavírus (covid-19). Aos 39 minutos, o arqueiro santista salvou, em cima da linha, uma forte cabeçada do atacante Brenner. Nos acréscimos, o goleiro Tiago Volpi ainda evitou um prejuízo maior para o Tricolor, salvando um chute do atacante Lucas Braga que foi no cantinho.

 

 

O Alvinegro volta a se concentrar no duelo contra o Boca, às 19h15 (horário de Brasília) de quarta-feira, na Vila Belmiro, em Santos (SP). O Peixe necessita de uma vitória simples para ir à final da Libertadores. Em caso de novo empate por 0 a 0 – como no primeiro jogo, na quarta-feira passada, 6, em Buenos Aires -, a decisão será nos pênaltis. Os argentinos têm a vantagem da igualdade com gols.

 

Já pelo Brasileiro, o Santos recebe o Botafogo no próximo domingo, 17, às 16h. Nos mesmos dia e horário, o São Paulo busca a reabilitação na Arena da Baixada, em Curitiba, contra o Athletico-PR. As duas partidas são válidas pela 30ª rodada da competição nacional.

 

 

Confira a classificação da Série A do Campeonato Brasileiro.