quinta-feira, 23

de

setembro

de

2021

ACESSE NO 

Vacinação para pessoas acima de 82 anos vai começar neste sábado

Últimas Notícias

- Ads -

Vacinação acontece na Unidade Central de Saúde – antiga Clínica da Mulher e da Criança

 

 

A Secretaria de Saúde de Canoinhas teme não receber ainda nesta quinta-feira, 25, as doses de vacina contra a covid-19 destinadas para pessoas com 82 anos ou mais. Por isso, a vacinação marcada para iniciar nesta sexta-feira, 26, foi adiada para sábado, 27. Inicialmente, idosos com idade igual ou superior a 85 anos começariam a ser vacinados contra a covid-19 neste fim de semana. O anúncio havia sido feito pelo prefeito Beto Passos (PSD) e pela secretaria de Saúde de Canoinhas, Katia Oliscowicz, na tarde desta quarta-feira, 24, através de uma live na página do prefeito Beto Passos no Facebook. Nesta quinta-feira, 25, o município deveria receber mais doses da vacina contra o coronavírus, desta vez do laboratório AstraZeneca, porém, até o início da tarde as doses não haviam chegado nem em Mafra, onde está sediada a regional de Saúde.

 

 

 

 

Segundo a responsável pelo setor de vacinação da Saúde de Canoinhas, Francieli Colla, logo depois da live o Estado emitiu nota afirmando que as vacinas deveriam ser estendidas para idosos de 80 a 89 anos, porém, no caso de Canoinhas, a Secretaria de Saúde achou prudente restringir as doses a pessoas com ou acima de 82 anos. A ideia é de garantir vacinas para a maioria, o que não seria possível se valesse a partir dos 80 anos. “Adotamos esse critério para contemplar um número maior de idosos”, afirma se referindo ao  fato de haver municípios que vão vacinar a partir de 80 anos, seguindo o protocolo do Estado. Como não haverá doses para todos na faixa dos 80 anos, a Saúde de Canoinhas fez o corte a partir dos 82 anos a fim de garantir que a maioria dos idosos nessa faixa etária seja vacinada.

 

 

 

 

 

PÚBLICO ESTIMADO A SER VACINADO NESTA ETAPA NA REGIÃO

 

 

 

Do total de vacinas que chegam nesta semana, 8% vão para profissionais de saúde, mais a  complementação da totalidade de 85 a 89 anos, mais um percentual de 35% que serão direcionados para idosos na faixa etária dos 82 a 84 anos, no caso de Canoinhas.

 

 

 

 

A partir do recebimento das novas doses, a vacina deve estar disponível no sábado, 27, na Unidade Central de Saúde, antiga Clínica da Mulher e da Criança. A Unidade Central estará aberta neste sábado, especialmente para a vacinação dos idosos de 82 a 89 anos, das 7h às 16h.

 

 

 

No caso de idosos acamados e que não conseguem se deslocar até a Unidade de Saúde, seus familiares devem entrar em contato pelo telefone 3622-1681 para deixar o nome e agendar para que os responsáveis pela vacinação vão até a casa fazer a imunização.

 

 

 

Serão 630 novas doses destinadas a Canoinhas, a princípio. O Estado recebeu 59.500 doses da AstraZeneca/Oxford e 48.200 do Butantan/Sinovac. Segundo a secretária Kátia disse nesta quarta, se sobrarem doses, elas serão aplicadas em profissionais da Saúde que atuam na rede privada, entre eles consultórios médicos, psicólogos, fisioterapeutas que ainda não foram contemplados com a vacina e seus auxiliares e secretários. Para serem vacinados, estes profissionais deverão apresentar o registro e o servidor deverá comprovar o vínculo com a clínica, apresentar documento com foto. Em caso de autônomos, deverá levar a sua guia de contribuição do INSS.

 

 

 

A vacinação dos idosos está sendo escalonada, de acordo com o plano de vacinação da Secretaria de Estado da Saúde (SES). A cada nova remessa de doses enviada aos municípios, um novo grupo prioritário é vacinado. O próximo lote a ser recebido após este que chega nesta quinta, deve ser aplicado em idosos entre 80 e 82 anos, e assim seguirá até os idosos de 60 anos. Em seguida, pacientes com comorbidades receberão a vacina. No entanto, a ordem pode sofrer alterações.

 

 

 

Segundo Passos, 1030 pessoas no município já receberam a primeira dose da vacina. A segunda dose da CoronaVac, que é a vacina do Butantan, somou 412 pessoas. A principal fatia é de profissionais ligados à área da Saúde. “Vacinamos praticamente 100% dos trabalhadores de saúde do SUS até o momento, algumas questões por terem tido positivo nos últimos 30 dias ou uma situação particular que ainda não foram vacinados, mas é um quantitativo não muito grande. Os profissionais da rede privada também foram vacinados num percentual bem grande e os idosos acima de 90 anos, também foram vacinados com a primeira dose”, afirmou a secretária Katia.