Tudo isso já aconteceu


San Jose Historical Museum

Nos últimos 6 meses de 1918 a Gripe Espanhola matou 100 milhões de pessoas

 

 

Ariel Seleme*

 

 

Em outubro de 1918 as famílias do Rio de Janeiro deixavam seus mortos, da noite anterior, na calçada em frente à casa e o caminhão da prefeitura passava recolhendo.

 

 

 

 

Influenza (Gripe Espanhola) a doença que vinha das estrelas (influenciada pelo céu). Aconteceu em 1918 e em 1889. Chegou tão rapidamente como foi embora – como vinda dos céus, influenciada pelos céus, influenza.

 

 

 

Nos últimos 6 meses de 1918 a Gripe Espanhola matou 100 milhões de pessoas o que, proporcionalmente, hoje seriam 500 milhões de pessoas. Surgiu num acampamento militar do estado americano do Kansas. O vírus existia num pássaro, passou para o porco e chegou ao ser humano. Os pulmões se enchiam de um líquido negro e as pessoas antes de morrer adquiriam forte cor azul escura. Em alguns casos os médicos não conseguiam saber se o morto era branco ou negro.

 

 

Desrespeitando a orientação de médicos, o Presidente Wilson (EUA) concordou com a marcha pelos bônus de guerra (primeira grande guerra), ocorrida na Filadélfia em julho de 1918. Mais de 200 mil pessoas foram para as ruas e em dois meses 100 mil morreram.

 

 

 

A história conta que os soldados americanos do Fort Raley, Kansas, foram para a Europa lutar na grande guerra e levaram Influenza com eles. Rapidamente a doença avançou na Europa e matou mais pessoas que a própria guerra. Aí aconteceu algo ainda pior, na Europa o vírus mutou (mudou sua genética) e voltou para a América numa forma muita mais violenta e mortal.

 

 

 

 

Diferente de hoje, a Gripe Espanhola matava mais homens entre 20 e 30 anos. Idosos, mulheres e crianças sofreram menos. Em 1918 nos EUA o governo difundiu uma campanha pedindo para as pessoas não irem trabalhar. Tudo isso já aconteceu.

 

 

 

 

Nos EUA as pessoas usavam saquinhos de pano, repletos de cocô de passarinho, alho e naftalina, pendurados no pescoço para afugentar a doença. Tudo isso já aconteceu.

 

 

 

 

Diziam que a Influenza (Gripe Espanhola) era uma arma alemã (inimigo dos EUA na IWW) para destruir os americanos. Cartazes do Kaiser alemão jogando a doença sobre os EUA foram espalhados pelas ruas e a perseguição a qualquer um de origem germânica levou a muitas mortes. Germanofobia. Tudo isso já aconteceu.

 

 

 

 

E a Espanha levou a fama. Por não estar na guerra e ter imprensa livre, as notícias da influenza corriam livres nos jornais espanhóis. Os únicos que noticiaram intensamente a pandemia. E o que aconteceu? Por muitos anos as pessoas acharam que a pandemia começou na Espanha (Gripe Espanhola). Tudo isso já aconteceu.

 

 

 

 

As repostas estão no passado. Tudo isso já aconteceu.

 

 

 

*Meu nome é Ariel Seleme, sou natural de Itaiópolis, Santa Catarina, graduado em Economia pela PUC-MG e mestre em Economia Internacional pela Universidade das Nações Unidas. Atualmente trabalho no Itamaraty na função de Oficial de Chancelaria. Nos últimos 12 anos moro no exterior em países como Nicarágua, EUA, Vietnã e hoje Honduras.





Deixe seu comentário: