domingo, 17

de

outubro

de

2021

ACESSE NO 

Três Barras realiza 13ª Conferência Municipal de Assistência Social

Últimas Notícias

- Ads -

Evento contou com a presença de profissionais de cinco secretarias municipais

Aconteceu na terça-feira, 20, a 13ª Conferência Municipal de Assistência Social de Três Barras. O evento contou com a presença de profissionais das secretarias de Educação, Cultura e Esporte, como também, do Desenvolvimento Econômico e Turismo e da Saúde e bem-estar.

Ao fazer o uso da palavra, a secretária adjunta de Assistência Social do município, Cleusa Teresinha Corrêa, enfatizou a importância de realizar eventos dessa natureza, “é unindo forças que conseguiremos prestar um serviço de qualidade aos nossos munícipes”. 

Agradecendo o convite e se colocando a disposição de todos, o Presidente da Câmara Municipal, Edenilson Enguel, elogiou os trabalhos realizados por toda a equipe. “Me sinto feliz em poder estar nesta conferência, pois vejo o grande e maravilhoso trabalho que é executado por cada um de vocês”.

“Uma conferência é sempre uma oportunidade de revermos o jeito em que os trabalhos são oferecidos para a nossa população, no entanto, devemos aproveitar estas chances para avaliar os métodos utilizados e buscar por meio disso atender a todos com a qualidade e a excelência sempre em alta”, disse a vice-prefeita, Ana Claudia da Silveira Quege.

Cumprimentando os participantes e declarando a 13ª Conferência Municipal de Assistência Social aberta, Patrícia Gazaniga, enfatizou a necessidade de manter estes contatos e principalmente discutir caminhos que proporcionem atitudes reais.

Após a leitura e a aprovação unânime do Regimento Interno, a palestrante e assessora de Políticas Públicas de Assistência Social da Amplanorte, Valéria Grossl Mendes da Silva, abordou sobre o tema: Assistência Social: Direito do Povo, Dever do Estado, com Financiamento Público, para Enfrentar Desigualdades e Garantir Proteção Social.

Em meio as perguntas e questionamentos dos participantes, o período da manhã foi encerrado com um debate acerca do assunto central da conferência. Ao iniciar da tarde, os grupos formados trabalharam os cinco eixos de estudo.

A proteção social não-contributiva e o princípio da equidade como paradigma para a gestão dos direitos socioassistenciais no enfrentamento das desigualdades, cercou as conversas do Eixo 1. Já o financiamento e o orçamento como instrumento para uma gestão de compromissos e corresponsabilidades dos entes federativos para a garanti dos direitos socioassistenciais, fez parte do 2º Eixo.

Nos Eixos 3, 4 e 5, o controle social ganhou evidência, como o lugar da sociedade civil no Serviço Único de Assistência Social (SUAS) e a importância da participação dos usuários. A gestão e o acesso às seguranças socioassistenciais e a articulação entre os serviços, benefícios e transferência de renda como garantias de direitos e proteção.

A atuação do SUAS em situações de calamidade pública e emergências também ocupou um lugar de destaque na plenária final. Validando as propostas e Moções, culminando com a escolha dos Delegados que participarão da fase Estadual.