Três Barras dá exemplo ao País testando mais de um quarto da população


Leopoldo Silva/Agência Senado

Testes em massa já começaram e, proporcionalmente, permitirão um quadro bem próximo do que está ocorrendo na região

 

 

EXEMPLO

Com 5 mil testes sendo feitos nos próximos dias para detectar casos de covid-19, a cidade de Três Barras está prestes a se tornar um exemplo para o Brasil. O único caminho para uma retomada consciente das atividades econômicas, apontam especialistas, é saber exatamente quem são e onde estão as pessoas infectadas e rastrear também pessoas que tiveram contato com elas. Quem nem tenta alcançar essas informações, como o Governo de Minas Gerais, que se gaba de ter números inexpressivos da doença, mas não testa, está se condenando a enxugar gelo perpetuamente.

 

 

 

Com mais de um quarto da população testada nos próximos dias, Três Barras revelará não somente a realidade local, mas regional. Com cidades de porte muito parecido em seu entorno, todas podem tomar para si índices proporcionais próximos do que se revelar em Três Barras, inclusive Canoinhas, que testará 600 pessoas, o que não chegará a precisão de Três Barras, mas também revelará dados alarmantes, porém próximos da realidade.

 

 

 

Aos que acham ser desnecessário saber, creio não ser salutar permanecermos no achismo, no obscurantismo, no compartilhamento do zap e no diz que me disse das redes sociais. Serão, certamente, os mandatários que investirem em ciência, em dados precisos e prevenção que se sairão melhor na foto ao fim dessa pandemia.

 

 

 

 

 

 

 

EDITAL

Sobre o edital da prefeitura de Três Barras para contratar empresa de locação de toldos, tendas e som de rua para propaganda, “destinados a divulgações do município, bem como a eventos promovidos pelo município”, o Município afirma que a contratação se refere ao período de um ano e que se não for contratado o serviço pelos próximos meses por causa da pandemia, a vencedora do processo não será paga neste período.

 

 

 

 

 

 

 

INFAME

Ao anunciar que Canoinhas tem 55 casos confirmados de covid-19, o vereador Célio Galeski (PSL) perdeu uma excelente oportunidade de se abster de comentário. Disse que o número é uma homenagem ao prefeito Beto Passos, numa referência ao número do PSD, partido do prefeito.

 

 

 

 

 

 

CABE A QUEM

Os profissionais da ala covid-19 do Hospital Santa Cruz que estão na linha de frente do combate à doença são remunerados pelo Município. O Hospital Santa Cruz cede o espaço físico, mas a contratação se dá pelo Município de Canoinhas. Por isso toda a discussão entre Executivo e Legislativo. Na semana passada o prefeito Beto Passos concedeu bônus de 30% aos profissionais da ala.

 

 

 

 

 

 

 

 

PORCENTAGEM

É impressionante e tem causas bastante suspeitas a distorção no número de mortos por covid-19 por milhão de habitantes nos estados brasileiros. No Sul as taxas são de 7,62 no Rio Grande do Sul; 8,14 em Santa Catarina; e 8,77 no Paraná. Já no Norte, há uma realidade bem diferente – 178 no Amazonas e 45 no Pará. São Paulo tem taxa de 65,8 e Rio de Janeiro de 69,4.

 

 

 

 

 

VERBA

O Município de Canoinhas recebeu repasse de R$ 1,1 milhão de recursos do Governo do Estado e Federal. O maior valor – R$ 860 mil – vem de emenda impositiva do ex-deputado Antonio Aguiar. O restante é dinheiro do Governo Federal.

 

 

Os valores serão usados para compra de medicamentos e exames.

 

 

 

 

 

 

 

“Aqui trabalhamos sim em equipe”

do presidente da Câmara de Canoinhas, Paulo Basilio (MDB), cutucando o prefeito Beto Passos (PSD), que disse na semana passada que não tem base aliada, mas excluiu ele, Norma e Camila da lista de agradecimentos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

RENDA MÍNIMA

Cresce no governo federal a discussão sobre garantir uma renda mínima aos brasileiros mais miseráveis. O tema é antigo e o que se discute no Congresso, neste momento, é ampliar a proteção dada hoje pelo Bolsa Família de 20% para 50% da população, elevando o gasto com o programa de 0,4% para 1% a 1,5% do PIB – desafio ainda maior dado o cenário da crise causada pela pandemia.

 

 

 

 

 

 

 

“Como estar sujeitas a um poder e, ao mesmo tempo, garantir os três?”

do historiador Murilo de Carvalho sobre as Forças Armadas. A Constituição diz que ela baliza os três poderes, mas cabe ao Executivo acioná-la para garantir o equilíbrio 

 

 

 

 

 

 

 

 

AGRONEGÓCIO EM ALTA

Apesar da crise econômica, o agronegócio brasileiro está indo de vento em popa. Foi um dos poucos setores que teve saldo positivo no primeiro quadrimestre. Carne bovina, carne suína (alô Pif Paf), carne de frango e soja são os produtos com melhor desempenho.

 

 

 

Por outro lado, frutas, etanol da cana, pescado e flores tiveram desempenho fraco.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

APRESSADOS

Não há ilegalidade na apreensão imediata da carteira de motorista dos mais apressados que desrespeitem limites de velocidade. É o que ficou decidido em julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) de uma ação do Conselho Federal da OAB.

 

 

 

A Ordem questionou se a apreensão “imediata” não fere o direito da ampla defesa.

 

 

 

 

 

 

2

em cada 3 brasileiros temem crise provocada pela pandemia

 

 

 

 

 

“Vivemos tempos sombrios, onde as piores pessoas perderam o medo e as melhores perderam a esperança”

da filósofa Hannah Arendt, morta em 1975, autora da frase mais atual do que nunca

 





Deixe seu comentário: