quarta-feira, 27

de

outubro

de

2021

ACESSE NO 

TERÇA, 13/7: Fux pede a Bolsonaro respeito aos limites da Constituição e abertura de investigação na Polícia Federal em destaque

Últimas Notícias

- Ads -

13 de julho de 2021

O Globo

Fux pede a Bolsonaro respeito aos limites da Constituição

O presidente Jair Bolsonaro se encontrou na tarde desta segunda-feira com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux. A reunião, realizada a convite de Luiz Fux, foi adicionada de última hora na agenda do presidente. No encontro, Fux pediu respeito aos limites constitucionais e marcou com o presidente uma reunião entre os Três Poderes para fixar “balizas sólidas para a democracia brasileira tendo em vista a estabilidade do nosso regime político”.

O encontro entre os chefes do Executivo e Judiciário ocorre em meio à escalada da tensão entre os dois poderes na última semana após Bolsonaro insultar pessoalmente o ministro Luís Roberto Barroso, atual presidente do Tribunal Superior Eleitoral, e afirmar que, caso o voto impresso auditável que defende não for implantado, não haverá eleições em 2022.








  • Sem Patriota, Bolsonaro mira outras siglas
  • Governo avalia corte de 12,5 pontos no imposto de empresas
  • Antecipar a 3ª dose divide especialistas
  • Torneio traz cepa B.1.621 da Colômbia, para o Brasil
  • Estado do Rio libera antecipar 2ª dose, mas capital descarta
  • Obituário: Paulo Tarso Flecha de Lima
  • O novo Museu da Língua Portuguesa
  • ‘Livreiro do Alemão’: Otávio Júnior lança sua sétima obra, sobre a dança do passinho
  • Após decolagem, ações da Virgin Galactic despencam
  • Após atos, Cuba reduz acesso à internet
  • França impõe passporte de saúde
  • África do Sul: protestos e soldados nas ruas






O Estado de S. Paulo

PF passa investigar Bolsonaro, que joga a culpa em Pazuello

A pedido da Procuradoria-geral da República, a Polícia Federal abriu ontem inquérito para investigar se o presidente Jair Bolsonaro prevaricou por não ter comunicado aos órgãos de investigação indícios de corrupção nas negociações para compra da vacina indiana Covaxin pelo Ministério da Saúde. Horas depois, o presidente falou sobre o caso e negou ter cometido crime. Ele afirmou ter repassado a denúncia para o então ministro da Saúde, o general Eduardo Pazuello, tomar as providências. “Eu entendo que a prevaricação se aplica a servidor público. Não se aplicaria a mim. Mas qualquer denúncia de corrupção, eu tomo providência. Até a do Luis Lima (Luis Miranda), mesmo conhecendo toda a vida pregressa dele, a vida atual dele, eu conversei com o Pazuello”, afirmou, trocando o nome do deputado federal. Bolsonaro narrou o diálogo que teria ocorrido. ‘“Pazuello, está aqui uma denúncia do deputado Luis Lima (Miranda), que estaria algo errado acontecendo. Dá uma olhada?’. Ele viu e disse não ter nada de errado”, afirmou.






  • Fux chama presidente e pede respeito à Constituição
  • Maior parte dos deputados sub-30 cogita deixar partido
  • Aziz, alvo da ditadura
  • Copa América trouxa variante de vírus ao País
  • Fazenda vertical no meio da cidade
  • Texto do IR deve manter tributação de acionistas
  • A piscina que é uma cidade submersa
  • Pantanal e Bonito têm focos de incêndio, em ano de maior estiagem
  • Flecha de Lima – O embaixador que salvou reféns
  • Biden apoia protestos contra regime cubano





Folha de S. Paulo

PF vai apurar suspeita de omissão de Bolsonaro
A Polícia Federal abriu inquérito para apurar se o presidente Jair Bolsonaro prevaricou no caso das suspeitas de irregularidades envolvendo a compra da vacina indiana Covaxin, do laboratório Bharat Biotech, representado no Brasil pela empresa Precisa Medicamentos. A referida empresa é alvo da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, no Senado, que investiga a negociação da Covaxin.



  • Fux encontra presidente e acerta reunião entre Poderes
  • Economia apostou em queda da Covid sem ouvir Saúde
  • Fisco prevê arrecadação maior com reforma
  • Reprovação aos ministros do STF sobe e atinge 33%
  • Farmacêuticas faturam R$ 1 bi com ‘kit Covid’ na pandemia
  • Para Aziz, há claro crime de responsabilidade
  • Com desocupação, centenas vivem clima de tensão no Rio de Janeiro
  • Ex-embaixador Paulo Tarso Flexa de Lima morre aos 88 anos
  • Produtora afasta DJ Ivis após vídeos com agressões a ex
  • Cuba mira youtubers e EUA depois de protesto