Sete radialistas de Canoinhas devem sair do ar nesta terça para cumprir regra eleitoral


Arquivo

Discussão sobre adiamento das eleições para novembro segue em Brasília

 

 

 

 

FORA DO AR

Radialistas e apresentadores de programas de TV ou repórteres que pretendam se candidatar nas próximas eleições têm de abandonar os microfones e câmeras nesta terça-feira, 30. Isso pelo calendário eleitoral em vigor.

 

 

 

Conforme a coluna trouxe ontem, a discussão sobre o adiamento das eleições para 15 de novembro seguem em Brasília. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM) está próximo de um acordo para tanto. Como não há uma data para a sessão que vai votar a proposta de emenda à Constituição (PEC) que passou no Senado, esta terça-feira, 30, é o último dia que radialistas, apresentadores e repórteres de TV podem aparecerem ou falarem no ar.

 

 

 

 

Dessa forma, em Canoinhas, saem do ar os radialistas Stela Maris (PP) e Chico Mineiro (PL) da rádio 98FM; Sérgio Moreira (MDB), Dercilio Schimidt (PSL) e Ailton Massaneiro (PSDB) da Nativa FM; e Edmilson Verka (PSD) e Giovane Glevinski (PSD) saem da Rádio Clube. Na Massa FM e na Transamérica Hits ninguém deixará a função com vistas às eleições.

 

 

 

 

Na Rádio Planalto, de Major Vieira, também ninguém sai.

 

 

 

Os radialistas ficam fora do ar até o dia da eleição e podem reassumir o posto no dia seguinte, independente de ser eleito.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FÔLEGO

Se a eleição for adiada para 15 de novembro, conforme tudo indica, os profissionais da comunicação podem voltar ao ar. Pela proposta, a nova data para deixarem os microfones seria 11 de agosto.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MAIS UM

Dentre os vários motivos para se adiar as eleições para novembro, muitos indicados políticos que ocupam cargos comissionados veem no adiamento a chance de garantirem mais um salário. É que prefeitos em fim de mandato (caso não se reelejam) costumam fazer uma limpa nos indicados logo no dia seguinte à perda da eleição. Alguns por necessidade, outros por vingança.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

COVID

Prefeito Beto Passos (PSD) encaminhou à Câmara projeto de lei que permite que ele proceda a contratação emergencial de pessoal, em caráter excepcional e por até 60 dias para atuação junto à Secretaria Municipal da Saúde em virtude do “Estado de Calamidade Pública” na área da Saúde do Município de Canoinhas provocada pela covid-19. O Município propõe contratar dois enfermeiros e quatro técnicos de enfermagem. Eles trabalhariam no Centro de Triagem Covid-19, porta de entrada para infectados.

 

 

 

 

 

O curioso é que, mesmo sem o aval da Câmara, o processo seletivo já foi lançado.

 

 

 

 

Apenas duas pessoas estão internadas na ala covid-19 do Hospital Santa Cruz acometidas pelo coronavírus. A ala recebeu no máximo três pacientes.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SEM SESSÃO

Nesta semana a Câmara de Canoinhas não terá sessões porque completou as oito mensais na semana passada.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

AMÂNDIO NA CPI

Participação do ex-chefe da Casa Civil (à esquerda, na parte de cima da imagem) em videochamada motivou a convocação dele pela CPI

O ex-chefe da Casa Civil do Governo de Santa Catarina Amândio da Silva Junior será um dos depoentes da reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Respiradores, marcada para esta terça-feira, 30, a partir das 17 horas. Dois servidores, ambos da Secretaria de Estado da Saúde (SES), também serão ouvidos pelos deputados que investigam a compra dos 200 respiradores artificiais com dispensa de licitação e pagamento antecipado de R$ 33 milhões.

 

 

Amândio comparecerá à comissão mesmo após ter deixado o comando da Casa Civil, na semana passada. A reprodução de uma imagem dele em videochamada com o empresário Samuel de Brito Rodovalho, registrada pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) e exibida pela CPI na terça-feira, 23, motivou os membros da comissão a pedirem a convocação do ex-chefe da Casa Civil.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MULHERES NA POLÍTICA

Uma videoconferência realizada na sexta-feira, 26, marcou o lançamento para a Região Sul do “Guia Acessível para a Candidatura das Mulheres”. A publicação, escrita pela Secretaria da Mulher da Câmara dos Deputados e Associação Visibilidade Feminina, tem o propósito de contribuir com a capacitação técnica e prática de mulheres que tenham interesse em se candidatar nas eleições municipais de 2020.

 

 

A escassez de mulheres na política, que causa dores de cabeça ao PSL, ex-partido do presidente Bolsonaro que formou um laranjal delas para cumprir meta, vem causando dores de cabeça nos presidentes de partidos de Canoinhas. Muitos estão implorando a mulheres que topem se candidatar e os ajudem a cumprir a cota.

 





Deixe seu comentário: