domingo, 22

de

maio

de

2022

ACESSE NO 

SC é o 2º Estado com maior incidência de Síndrome Respiratória Aguda Grave

Últimas Notícias

- Ads -

Números mostram um aumento de 30% no total de internações

Santa Catarina é o segundo estado do País com maior incidência de Síndrome Respiratória Aguda Grave  (SRAG), com 64% dos casos registrados na rede estadual. O estado perde apenas para o Rio Grande do Sul que registrou 67% dos casos de internações. Os dados são do Consórcio de veículos de imprensa, divulgado em matéria produzida pelo jornal Folha de S.Paulo. Os números mostram um aumento de 30% no total de internações no estado do dia 11 de abril para o dia 2 de maio.

Reprodução/Folha de S.Paulo

De acordo com boletim infogripe divulgado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) na quinta-feira, 5, os casos de SRAG entre adultos voltaram a crescer no fim de abril.  Quatorze das 27 unidades federativas apresentam sinal de crescimento de nas últimas seis semanas, entre elas Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul.

O levantamento da Fiocruz da última semana revela o aumento de casos em adultos e não em crianças, como vinha sido registrado nas últimas semanas. Foi registrada uma média de 1,2 mil casos a mais que a semana anterior.


PLANALTO NORTE

Nesta segunda-feira, 10, a Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina (SES-SC) divulgou o alerta epidemiológico covid-19 que traz a atualização da avaliação de risco potencial. Nove das dez cidades do Planalto Norte se mantiveram no nível médio de alerta epidemiológico. Apenas Major Vieira foi avaliada como de risco alto.

Todos os municípios da região foram avaliados como de risco baixo para incidência de SRAG, apresentando abaixo de 10 casos, como a maioria dos municípios catarinenses. No entanto, quanto a taxa de hospitalização por 100 mil habitantes na semana epidemiológica anterior, Três Barras e Major Vieira foram avaliadas como de risco médio, com duas internações em cada um dos municípios. As demais cidades da região têm apenas um paciente internado.

Quanto a cobertura vacinal primária, todas as cidades da região estão com 60% a 85% da população vacinada contra a covid-19. Porém, quanto a vacinação da dose de reforço, apenas Três Barras têm entre 60 a 85% da população vacinação. Os outros nove municípios estão abaixo de 60% da população acima de 18 anos vacinada com o reforço.

Divulgação/SES-SC