terça-feira, 28

de

setembro

de

2021

ACESSE NO 

Saúde de Canoinhas recebe 288 doses da vacina Oxford/Astrazeneca

Últimas Notícias

- Ads -

Confira os setores da Saúde que já receberam as primeiras doses das vacinas até agora

 

 

A Secretaria de Saúde de Canoinhas iniciou nesta quarta-feira, 27, a aplicação das doses da vacina Astrazeneca/Fiocruz. Segunda a Secretaria, foram recebidas 288 doses da vacina. Todos os profissionais do Hospital Santa Cruz de Canoinhas (HSCC) que não foram contemplados  na primeira fase e todos os moradores de Instituições de Longa Permanência do município receberão a vacina nesta segunda fase da primeira etapa da vacinação.

 

Primeiros a receber as doses da vacina de Oxford/Divulgação

 

A Secretaria de Saúde esclarece que no dia 27 de janeiro esgotaram-se as 428 doses recebidas pelo município do Laboratório Sinovac/Butantan e nessa primeira fase, em conformidade a deliberação CIB 02/2021 foram ofertados e vacinados os seguintes públicos:

 

 

  • DO HOSPITAL SANTA CRUZ: Todos os profissionais lotados nos seguintes setores: Ala Covid, UTI Covid e geral, Centro Cirúrgico, Central de Esterilização de Materiais, Laboratório Interno, Radiologia, Maternidade e Pediatria, porta de entrada Geral e médicos anestesistas.

 

 

  • DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE: Todos os funcionários da  Unidade de Pronto Atendimento (UPA), Centro de Triagem Covid, profissionais de Saúde da atenção básica diretamente relacionados no atendimento da higienização dessas unidades e ainda equipes de Saúde que atuam na Odontologia e Farmácia Municipal.

 

 

  • DO ÂMBITO PRIVADO: Todos os técnicos coletores de SWAB (cotonete estéril que serve para coleta de exames microbiológicos) para diagnósticos covid e ainda o único médico pneumologista que atende os casos de covid da rede privada e convênios.

 

 

Foram ainda contemplados nesse grupo todos os funcionários que trabalham nos Instituições de Longa Permanência de Idosos (ILPI) do município.

 

 

 

A enfermeira da Vigilância Epidemiológica e coordenadora de imunização, Francieli Colla, esclarece que nessa primeira fase, a prioridade de vacinação eram os profissionais de saúde da linha de frente ao atendimento covid, vinculados à rede hospitalar e SUS, e as equipes de saúde diretamente vinculadas a estratégia de vacinação. Esclarece também que a vacinação em gestantes e lactantes somente com avaliação e indicação médica e que casos positivos de covid-19, nos últimos 30 dias, não devem ser vacinados.