segunda-feira, 24

de

janeiro

de

2022

ACESSE NO 

São Bento do Sul confirma transmissão comunitária da variante Delta

Últimas Notícias

- Ads -

Paciente permaneceu no município, sem viagem para outras localidades

A Secretaria de Saúde São Bento do Sul confirmou nesta quarta-feira, 11, a transmissão comunitária da variante Delta no município. A transmissão é considerada comunitária quando o contágio entre as pessoas ocorre no mesmo território, sem histórico de viagem ou sem que seja possível identificar de quem se contraiu o vírus.

Conforme a enfermeira e coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Cristiane Jantsch Sestren, o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) vêm ampliando o sequenciamento genômico do vírus no Estado por meio de amostragem aleatória, que permite saber qual variante está circulando e detectar a introdução de novas variantes. Esse trabalho já era realizado de maneira natural e foi amplificado com o surgimento da Delta. “A partir da amostragem aleatória foi possível identificar o primeiro caso. Com isso, foi realizada investigação epidemiológica, rastreando todos os casos positivos, quando identificamos o paciente”, disse.

Cristiane explica ainda que o paciente permaneceu no município, sem viagem para outras localidades, o que caracteriza a transmissão comunitária. “O Estado já está em contaminação comunitária”, alerta.

Devido à rápida disseminação da variante Delta, a Secretaria de Saúde reforça a necessidade de que todos continuem mantendo o uso de máscara, o distanciamento social e higienizando as mãos. “Também é muito importante que as pessoas façam o agendamento da vacina quando estiverem na faixa etária para a imunização, acompanhem pelo site o dia e horário da aplicação, se dirijam ao local da vacinação e façam a segunda dose. O paciente identificado com a variante já era vacinado, mas teve o desfecho favorável por conta disso”, solicita.