quinta-feira, 16

de

setembro

de

2021

ACESSE NO 

Risco de nova greve de caminhoneiros, reação do governo e Biden lança plano contra mudança climática em destaque

Últimas Notícias

- Ads -

28 de janeiro de 2021

 

 

Folha de S.Paulo

Biden lança plano de US$ 2 tri contra mudança climática

O presidente dos EUA, Joe Biden, assinou nesta quarta (27) um pacote de medidas que chamou de “ambicioso” para enfrentar a crise climática.

As ações atingem fortemente a indústria de gás e petróleo ao proibir novas explorações em terrenos públicos e cortar subsídios de combustíveis fósseis, além de estabelecer uma série de políticas para incentivar a economia de forma sustentável e citar a proteção da floresta amazônica, ponto de divergência com o governo brasileiro.

“Nosso plano é ambicioso, mas somos americanos. Nós podemos fazer isso, nós temos que fazer isso e nós vamos fazer isso”, afirmou o democrata em entrevista coletiva.”Vemos isso [a crise climática] com nossos próprios olhos. Nós sentimos isso. Sabemos disso em nossos ossos. E é hora de agir.”

 

 

 

 

 

  • Capital paulista vai usar estoque inteiro na 1ª dose
  • Sem decisão da Saúde, SP cogita exportar vacina
  • Bolsonaro admite interferência na eleição da Câmara
  • Portugal veta voos vindos do Brasil ou rumo ao país
  • Frigoríficos e açougues protestam contra ICMS em SP

 

 

 

 

 

 

 

O Estado de S.Paulo

Governo avalia corte no imposto do diesel para atender caminhoneiros

Após caminhoneiros intensificarem as ameaças de greve a partir de 1.º de fevereiro, o Ministério da Economia avalia a redução do PIS e da Cofins sobre o diesel. Na terça-feira, a Petrobrás anunciou um reajuste de 4,4% no preço do diesel. O presidente Jair Bolsonaro tem se mostrado sensível às demandas da categoria, mas, ao participar de reunião na Economia, foi informado de que cada centavo de redução de tributo tem impacto de R$ 800 milhões na arrecadação. técnicos alertam que, como compensação, será necessária a elevação de outro tributo ou corte de subsídios. Opções estão em análise. Na semana passada, foi zerado o imposto de importação sobre pneus para veículos de carga. E os caminhoneiros foram incluídos no grupo prioritário de vacinação contra a covid-19. Em 2018, ainda deputado, Bolsonaro defendeu a greve da categoria, mas ontem fez um apelo: “Reconhecemos o valor dos caminhoneiros, mas apelamos para que não façam greve, todos nós vamos perder”.

 

 

 

 

 

  • Candidatos de Bolsonaro falam em barrar CPIS
  • Guedes estuda facilitar corte de jornada e de salários
  • Verba para Manaus não acompanhou alta da covid
  • SP pede para adiar 2ª dose de Coronavac

 

 

 

 

 

O Globo

Butantan cobra, mas governo não garante compra de vacinas

Contrato entre a instituição e o Ministério da Saúde prevê entrega de 46 milhões de doses da vacina até abril, com a possibilidade de ampliação para mais 54 milhões. O primeiro lote ainda não foi totalmente entregue, mas Butantan diz que é necessário planejamento para fornecimento do lote extra.

 

 

 

 

 

 

  • De olho na retomada, indústria corre atrás de imunizantes
  • Bolsa Família: ministério pode ir para o centrão
  • No Senado, MDB avalia abandonar Simone Tebet