segunda-feira, 20

de

setembro

de

2021

ACESSE NO 

Rede estadual inicia atividades com alunos do Núcleo de Atendimento Remoto

Últimas Notícias

- Ads -

SC terá 54 escolas polo, unidades escolares virtuais que sediarão o Núcleo de Atendimento Remoto aos estudantes

 

 

As atividades do Núcleo de Atendimento Remoto iniciaram nesta segunda-feira, 8, com a apresentação desta nova modalidade para os estudantes, além de atividades orientativas. O modelo 100% remoto foi uma opção oferecida aos alunos da rede estadual que são grupo de risco ou cujos pais optaram por deixá-los em casa no início do ano letivo.

 

 

 

A primeira semana de aulas foi planejada pela equipe técnica da Secretaria de Estado da Educação (SED) com programação e grade de horários específica para cada ano e série. Serão realizadas atividades de acolhimento, explicações sobre o uso das ferramentas do Google Sala de Aula, retomada de conteúdos iniciados no ano passado e reflexões sobre rotinas de estudo, além de orientações sobre saúde para o enfrentamento da Covid-19.

 

 

 

O primeiro dia de aula foi transmitido ao vivo pelo YouTube e seguiu um cronograma de atividades orientativas, com vídeos sobre o funcionamento do Núcleo, utilização das ferramentas on-line e até aulas de alongamento. A abertura da aula contou com a presença do secretário de Estado da Educação, Luiz Fernando Vampiro, que reforçou como o ensino remoto será precursor na qualidade de ensino em Santa Catarina.

 

 

 

“Para aqueles que estão com frio na barriga por conta do início do ano letivo, com curiosidade sobre o novo modelo, quero dizer que a SED pensou no conteúdo didático igual aos que estão em sala de aula. Por isso essa semana de adaptação, apresentando os recursos e explicando as ferramentas”, destacou o secretário.

 

 

 

O secretário-adjunto, Vitor Balthazar, e a diretora de Ensino, Maria Tereza Hermes Cobra, também fizeram o acolhimento dos milhares de alunos que acompanharam a transmissão ao vivo. Como parte da aula, os técnicos da Diretoria de Ensino, Adecir Pozzer e Letícia Vieira, explicaram as diferentes atividades planejadas para os alunos para os alunos do Ensino Fundamental e Ensino Médio. A transmissão também contou com a tradução da intérprete de libras Carla Nobre de Castro.

 

 

 

SANTA CATARINA TERÁ 54 ESCOLAS POLO DISTRIBUÍDAS PELO ESTADO

A escola polo é uma unidade escolar virtual que sediará o Núcleo de Atendimento Remoto aos estudantes. Cada escola polo inclui estudantes de várias unidades escolares próximas, totalizando cerca de 95 mil alunos, que integram os Anos Iniciais e Finais do Ensino Fundamental; Ensino Médio Regular; Ensino Médio com carga horária estendida; Magistério e Educação de Jovens e Adultos.

 

 

 

Com objetivo de não sobrecarregar os professores titulares das turmas, estão sendo contratados professores ACTs para lecionar no Núcleo de Atendimento Remoto. Esses profissionais iniciam nesta terça-feira, 9, a capacitação para criar o planejamento pedagógico no modelo virtual e para aperfeiçoar o uso das ferramentas tecnológicas que podem apoiar as atividades de ensino.

 

 

 

ATIVIDADES ADAPTADAS PARA O IMPRESSO

A programação completa foi enviada aos gestores escolares, para encaminhar às famílias e adaptar em materiais impressos para os estudantes que não tenham acesso à internet.

 

 

 

Os materiais impressos serão produzidos pelos professores das escolas polo e depois serão encaminhados às escolas de origem dos estudantes. Estas escolas fazem a impressão e entregam aos alunos, que têm o compromisso de devolver o material com as atividades realizadas.

 

 

 

BUSCA ATIVA NAS ATIVIDADES REMOTAS

Caso seja identificado algum estudante que não realizou nenhuma das atividades propostas em um período de 15 dias, a escola polo entrará em contato com a escola de origem. A partir disso, a escola iniciará o processo de Busca Ativa por articulação com a rede de proteção, telefone, e-mail ou WhatsApp para dialogar com os estudantes e familiares. Caso o estudante não volte a participar das atividades, a escola deverá notificar o Conselho Tutelar, com um diagnóstico de Busca Ativa.