Projeto que proíbe uso de canudos plásticos em Canoinhas vai a segunda votação nesta segunda

Arquivo

Polêmico, projeto tem promovido discussões nas redes sociais

 

 

 


CANUDOS

O projeto de lei que proíbe o uso de canudos plásticos em Canoinhas vai a segunda votação na Câmara de Vereadores de Canoinhas nesta segunda-feira, 25. Nas redes sociais a aprovação do projeto em primeira votação há duas semanas provocou polêmica.

 

 

Enquanto uns enxergam a importância do projeto para a preservação do meio ambiente, há quem veja pura perda de tempo. De fato, se o projeto foi sancionado pelo prefeito, quem vai fiscalizar?

 

A Vigilância Sanitária seria o órgão mais adequado, mas existe pessoal disponível para tanto?

 

São questões que Passos terá de responder caso sancione o projeto.

 

 

A despeito de qualquer opinião, o assunto é sério. O Brasil é o quarto maior produtor de lixo plástico do mundo. Em contrapartida, o que menos recicla entre os quinze maiores poluidores do planeta. Reciclamos apenas 1,8% do lixo plástico que produzimos.

 

 

Falando em uma escala global, cada pessoa produz 53 quilos de lixo plástico por ano. 10 milhões de toneladas desse tipo de rejeito são descartadas nos oceanos todos os anos (o equivalente a 23 mil boeings 747). US$ 8 bilhões é o prejuízo anual para lidar com as consequências dessa sujeira nos mares. Os dados são do WWF.

 

 

FALA QUE EU TE ESCUTO

O ouvidor municipal (sim, Canoinhas tem um)  Ricardo de Souza de Oliveira estará nesta segunda-feira, 25, prestando contas na tribuna da Câmara de Vereadores.

 

 

 

613,3 milhões

foi o total de assinaturas que os serviços de streaming como Netflix alcançaram em 2018; Já a TV a cabo teve 556 milhões de clientes no ano passado

 

 

 



FALOU DEMAIS

Funcionário da Prefeitura de Canoinhas, Luiz Leite teve de publicar no Facebook, mediante acordo judicial, um pedido de desculpas ao vereador Chico Mineiro (PR) por causa de uma postagem feita em dezembro de 2018. Na publicação, Leite chamou o vereador de “caloteiro”. “Reconheço que a postagem foi leviana e infundada, visto que não tenho conhecimento de nenhuma conduta ilícita por parte de Chico Mineiro e, muito menos, de que ele deve alguma coisa para alguém”, escreveu Leite.

 

É o que eu sempre escrevo aqui: criticar todos podem, agora se atribuir acusações, tem de provar ou se retratar.

 

 

 

ASSESSOR

O ex-vice-prefeito de Canoinhas, Wilson Pereira (MDB), está assessorando o deputado Valdir Cobalchini (MDB) na região.

 

 

 

DIPLOMÁTICOS

Depois de revelar, há duas semanas, que a Câmara havia concedido neste ano, em descompasso com as regras do governo, dezenas de passaportes diplomáticos a parentes dos deputados, o jornal O Globo teve acesso a uma lista que mostra a mesma busca pelo antigo privilégio no Senado. Dos 229 passaportes emitidos pelo Itamaraty a pedido da Casa, 116 foram expedidos em nome de familiares — cônjuges, filhos e enteados — dos parlamentares e ex-parlamentares, que terminaram o mandato em janeiro, sem qualquer relação com missões oficiais ou atos de interesse do país que justifiquem o tratamento diferenciado, como determina uma portaria editada pelo governo.

 

 

 

TÍTULO COMPRADO 

O colunista Cacau Menezes, do Diário Catarinense, publicou na semana passada uma nota falando de como é fácil ser apontado como “melhor” médico, jornalista, vendedor, etc. Basta receber um troféu e pagar um valor astronômico pelo jantar no qual será entregue a honraria.

 

Fala-se em pesquisa popular, mas é pura balela. É eleito o melhor aquele que paga pelo prêmio.

 

Mas Cacau, claro, estava falando de Florianópolis, obviamente.

 

 

FRACIONADAS

As forças de segurança de Santa Catarina decidiram fracionar suas convocações de concursados, conforme noticiou Anderson Silva, do Diário Catarinense. A ideia é chamar em pequenas quantidades neste ano e nos próximos conforme a autorização do governo. Oficialmente, a ordem é que novas nomeações somente serão avaliadas a partir de maio, quando estarão disponíveis os dados contábeis do Estado referentes ao primeiro quadrimestre. As contratações não ocorrem caso os gastos com folha estejam abaixo do limite imposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

 

 

PEDÁGIOS

O ministro de Infraestrutura, Tarcísio Freitas, avalia com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e o Tribunal de Contas da União (TCU) permitir que as concessionárias de rodovias possam reajustar o pedágio para compensar as perdas bilionárias que sofreram com a alta desenfreada do asfalto.

Desde que implementou sua nova política de preços, a Petrobras vem repassando as oscilações diárias do petróleo para seus derivados.

Quem vai pagar a conta, como sempre, é o usuário.

Deixe seu comentário: