Projeto de expansão da WestRock está habilitado pelo Prodec

Vista aérea da WestRock em Três Barras/Divulgação

Programa do Governo Estadual visa estimular investimentos em Santa Catarina

 

 

PRODEC

O Comitê técnico do Programa de Desenvolvimento da empresa catarinense (Prodec) concluiu no mês passado análises para a concessão do benefício de postergação de recolhimento de ICMS para projetos que vão somar R$ 3,6 bilhões de investimentos no Estado e abrirão cerca de 6 mil empregos diretos e 24 mil indiretos. Conforme o secretário de Desenvolvimento Sustentável, Lucas Esmeraldino, com esse programa o Estado dá condições para as empresas serem competitivas.  


 

 

Entre as empresas beneficiadas está a WestRock, que vai postergar o recolhimento de ICMS em R$ 1,3 bilhão. Outra empresa beneficiada foi a Portobello, com R$ 155 milhões. 

 

 

 

A cifra de investimentos com apoio do Prodec é a maior desde 2011. Considerando daquele ano até 2017, os projetos estimulados pelo Prodec somaram R$ 5,765 bilhões. Entre as razões dessa aceleração de investimentos industriais estão o aumento das exportações, mudanças na política econômica federal e estadual em função da troca de governo, mais otimismo com a reforma da Previdência e o dinamismo da própria economia, na visão da colunista de economia do Diário Catarinense, Estela Benetti.

 

 

 

O ADEUS A GLAUCO

Soube somente hoje da perda de Glauco Bueno, sepultado na semana passada. Glauco foi por anos editor do jornal Correio do Norte e diretor da Rádio Clube de Canoinhas. Trabalhou ao lado do então deputado estadual Aroldo Carneiro de Carvalho, que também foi dono da rádio e do jornal.

 

 

Inteligente e sagaz, Glauco contribuiu de maneira ímpar para o desenvolvimento da imprensa canoinhense. Cheguei a trabalhar com ele no Correio do Norte. Vai fazer falta.

 

 

 

DIFÍCIL

Subiu no telhado a proposta do deputado federal catarinense Rogério Peninha (MDB) que prevê a unificação das eleições a partir de 2022, o que levaria a prorrogação dos atuais mandatos de prefeitos e vereadores.

 

 

Na semana passada, a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara não aprovou a inclusão do tema na pauta. A proposta tem de ser votada até setembro para ter validade no próximo ano.

 



 

AURORA

Doze anos depois de ter enganado Canoinhas, a Aurora Alimentos continua investindo em outras cidades sem nem cogitar honrar a palavra empenhada com Canoinhas. Presidente da cooperativa, Mario Lanznaster anunciou na semana passada a ampliação de frigoríficos de Guatambu e Chapecó. Só no ano passado a Aurora promoveu investimentos de R$ 200 milhões.

 

 

NEUZILDO

O Tribunal Regional Federal deu ganho de causa a uma ação de indenização inédita envolvendo o falecido advogado e político canoinhense Neuzildo Borba Fernandes. A 4ª Turma acolheu recurso impetrado pelo advogado Carlos Eduardo Serpa de Souza, garantindo indenização por dano reflexo aos quatro irmãos de Fernandes. O pai deles era líder do PTB, foi preso e torturado e, após três anos de detenção, acabou morrendo. 

 

Ação de indenização por danos morais contra a União foi rejeitada na Justiça Federal de Florianópolis, mas o recurso foi acatado na segunda instância.

 

 

PSD

Milton Hobus assumiu a presidência estadual do PSD. Assume o cargo com a bênção do presidente nacional do partido, Gilberto Kassab. Em Canoinhas, Beto Passos preside a sigla.

 

 

 

980 mil

páginas deixaram de ser impressas em dois meses com a implantação do Governo Sem Papel no Estado

 

 

 

VIAJAR É PRECISO

De janeiro de 2018 a janeiro de 2019, as viagens internacionais dos deputados federais custaram R$ 3,9 milhões. Permitida pelas regras da Casa, CamaraTur é usada para passeios de parlamentares com precária justificativa de ganhos ao Legislativo. Foram 104 os deputados viajantes nesta legislatura, na passada, no mesmo período, 94 viajaram para fora do Brasil.

 

 

 

 

 

INCENTIVOS

A Comissão de Finanças e Tributação da Assembleia de SC vai promover na segunda-feira, 8, às 17h, uma reunião extraordinária com o secretário de Estado da Fazenda, Paulo Eli, para discutir detalhadamente a proposta que tramita em regime de urgência, que deve ser votada até dia 17 de julho, visando à regulamentação de incentivos de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) concedidos pelo Estado a vários segmentos econômicos. A decisão foi anunciada nesta quarta-feira, 3, após reunião de representantes de indústrias de laticínios, proteínas animal, têxtil e de águas minerais, com os deputados Marcos Vieira (PSDB) e Milton Hobus (PSD), nomeados interlocutores da Alesc com o governo estadual, os deputados Volnei Weber (MDB), José Milton Scheffer (PP) e com o presidente do Legislativo, Julio Garcia (PSD).

 




Deixe seu comentário: