Programação do Maio Amarelo é lançada na Câmara de Canoinhas

Abertura oficial da campanha aconteceu na sessão desta terça-feira/Divulgação

A cada ano, um tema diferente é abordado pelo movimento no Brasil e o deste ano é “No trânsito, o sentido é a vida”

 

 

Na sessão desta terça-feira, 14, foi realizado, no plenário da Câmara de Vereadores, a abertura oficial da Campanha Maio Amarelo. O movimento acontece em parceria com o Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional do Transporte (Sest/Senat) e reúne o Departamento de Trânsito de Canoinhas (Detracan), Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Prefeitura de Canoinhas através da Assessoria da Juventude, Rotary Club Canoinhas, Faculdade Técnica Dama e entidades parceiras.


 

 

O objetivo é chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito.  A cada ano, um tema diferente é abordado pelo movimento no Brasil e o deste ano é “No trânsito, o sentido é a vida”. O Maio Amarelo é uma campanha também internacional, instituída em 2011 pela Organização das Nações Unidas (ONU).

 

 

Luiz Alceu Witt, diretor do Departamento de Trânsito de Canoinhas (Detracan) destacou que o setor está voltado este mês a várias ações de conscientização. “Os acidentes não acontecem por acaso, mas sim são frutos de escolhas inadequadas e arriscadas. Contudo, a maioria dos acidentes tem como motivação as falhas humanas, imprudência, negligência e imperícia”, enfatizou Witt.

 

 

Carlos Zschap, técnico de promoção social do Sest/Senat falou sobre o trabalho da entidade que tem sede em Três Barras, mas atende toda a região, e destacou a importância da campanha. “Quando a gente fala de trânsito, quando a gente fala da culpa, os problemas normalmente relacionados ao trânsito não são do veículo, não são do prefeito. A maioria dos problemas está relacionado ao condutor. E nós condutores sabemos que nem sempre somos perfeitos”. Zschap falou também dos principais pontos da campanha: o celular, o álcool e a direção, o cinto de segurança, o capacete para motociclistas, limites de velocidade e faixa de pedestre, que serão discutidos nas palestras de conscientização que estão sendo realizadas na Escola Básica Municipal Aroldo Carneiro de Carvalho, em Canoinhas, e no Colégio Colombo, em Três Barras.

 

 

Handerson Luiz Melo, do Detracan, relatou os altos custos gerados pelos acidentes de trânsito para os municípios. Segundo dados levantados pelo Sindicato dos Agentes de Trânsito (Sindatran) e Governo do Estado, um acidente apenas gera o gasto diário de R$ 10 mil e envolve cerca de 18 pessoas. Em um ano, o custo gerado é de R$ 3,6 milhões para os municípios. “Se tem todo esse custo em um acidente de trânsito, por que não prevenir? Quando o agente de trânsito está aplicando a autuação ele está preservando vidas por meio desta prevenção e fiscalização”, salientou Melo. “Muitas vezes uma autuação incomoda o munícipe porque vai doer no bolso dele, mas na próxima vez ele vai repensar e não vai cometer de novo”.

 

LOGÍSTICA PARA O ATENDIMENTO DE UM ACIDENTE

ÓRGÃO EMPENHADOCUSTOPROFISSIONAIS ENVOLVIDOS
Corpo de Bombeiros

 

R$ 1,5 mil

 

4 bombeiros: um na central e três na ambulância



 

Polícia Militar

 

R$ 1,56 mil

 

4 policiais: 2 no Copom e 2 na viatura.

 

Emergência: Hospital e UPA da entrada a saída do paciente

 

R$ 2,47 mil

 

1 médico, 1 enfermeiro, 1 técnico de enfermagem, 1 recepcionista, 1 faxineira e demais funcionários.

 

Seguro DPVAT

 

R$ 2,5 mil

 

3 pessoas para fazer a liberação do seguro.

 

Reabilitação do paciente/Secretaria de Saúde

 

R$ 1,7 mil

 

1 recepcionista, 1 fisioterapeuta e 1 faxineira.

 

TOTALR$ 10 milTotal de pessoas envolvidas: cerca de 18

 

Dados Sindatran/Governo do Estado

 

 

Finalizando a abertura, o prefeito Beto Passos (PSD) contou sobre a aquisição de uma máquina para fazer a pintura das faixas nas ruas do município. “Quando se tem uma faixa de pedestre, é natural que o motorista vá com mais cautela”, disse Passos. O prefeito ainda falou da renovação de máquinas da Secretaria de Obras, aprovada pela Câmara.  

 

 

Deixe seu comentário: