segunda-feira, 18

de

outubro

de

2021

ACESSE NO 

Planalto Norte ultrapassa a marca de 200 mortos pela covid-19; 100 em 70 dias

Últimas Notícias

- Ads -

Taxa de letalidade está em 1,56%, acima da taxa do Estado de Santa Catarina, que é de 1,33%

 

 

Nesta terça-feira, 30, o Planalto Norte ultrapassou a marca dos 200 óbitos por covid-19. A 200.ª vítima fatal era uma mulher de 67 anos, moradora do município de Três Barras. Ela apresentava comorbidades e faleceu em Rio Negrinho nesta segunda-feira, 29, segundo a Secretaria de Saúde de Três Barras. Logo em seguida, a secretaria de Três Barras confirmou mais uma morte de outra mulher de 62 anos e na sequência a Saúde de Canoinhas confirmou o óbito de um idoso de 72 anos, o 58.º no município. Com isto, sobe para 202 o número de mortos em decorrência da doença respiratória na região, o que representa uma taxa de letalidade de 1,56%, acima da taxa do Estado, que é de 1,33%.

 

 

 

No dia 18 de janeiro, o JMais publicou que desde o início da pandemia, as dez cidades que compõem o Planalto Norte – Bela Vista do Toldo, Canoinhas, Irineópolis, Itaiópolis, Mafra, Major Vieira, Monte Castelo, Papanduva, Porto União e Três Barras – tinham registrado a 100.ª morte. Ou seja, essas 100 primeiras mortes foram registradas do dia 10 de maio de 2020, data do primeiro óbito registrado em Papanduva, até o dia 18 de janeiro de 2021, ao longo de oito meses.

 

 

 

No entanto, de 18 de janeiro deste ano até esta terça-feira, 30 de março, pouco mais de dois meses a região registrou mais 100 mortes, o que demonstra o agravamento da pandemia. Nas últimas duas semanas, Canoinhas e Três Barras também registraram a morte dos pacientes mais jovens. Em Canoinhas, ocorreu a morte de um jovem de 28 anos, e em Três Barras, a morte do pároco André Juliano de Souza, aos 34 anos.

 

 

 

Canoinhas segue com o maior número de óbitos na região: 58. Em seguida, vem Mafra com 36 mortos, Três Barras (34), Porto União (29), Itaiópolis (20) e Papanduva (12). As demais cidades registraram menos de cinco mortes.

 

 

 

Dos 58 mortos em Canoinhas, 38 eram homens e 20 mulheres. A faixa etária mais afetada foi das pessoas de 70 a 79 anos, com o registro de 18 óbitos (31,03%). As outras duas faixas etárias que mais registraram mortes foram das pessoas de 60 a 69 anos e de 80 a 89 anos, com 13 mortes cada, representando uma porcentagem de 22,41% para cada uma delas. Entre os mortos, 14 (24,14%) tinham menos de 60 anos e 44 (75,86%) tinham mais de 60 anos.

 

 

 

Em Três Barras, o número de mortos entre homens e mulheres se iguala. Morreram 17 mulheres e 17 homens. A faixa etária mais atingida pela covid foi a de 60 a 69 anos, com 12 mortos, que somam 35,29% do total de vítimas fatais. A segunda faixa etária mais atingida foi a de 70 a 79, com oito mortes (23,53%). Onze pessoas (32,35%) tinham menos de 60 anos e 22 delas (67,65%) acima de 60 anos.

 

 

O Planalto Norte possui 241.228 habitantes e soma até agora 12.851 infectados pela covid-19, ou seja 5,06% da população já foi contaminada pelo novo coronavírus. Se compararmos o número de pessoas que já receberam as duas doses da vacina (4.151 pessoas) contra a covid, temos um percentual de 1,69% do total da população imunizado. Se considerarmos todos os que já receberam a primeira dose (24.225 pessoas) esse percentual sobe para 9,13% em relação ao total da população, de acordo com o boletim de vacinação divulgado pelo Estado nesta segunda-feira, 29.

 

 

 

Acompanhe os números do coronavírus na região de Canoinhas

 

 

 

Dos 12.851 infectados, 11.655 já foram liberados para o convívio social seguro por não apresentarem mais sintomas. A região tem ainda 1.111 pacientes em tratamento, considerados casos ativos da doença. Porto União é a cidade com o maior número de casos ativos, com 358 até esta segunda-feira, 29. Major Vieira e Bela Vista do Toldo são as cidades com menos casos ativos. Major Vieira tem 11 pacientes em tratamento e Bela Vista do Toldo 25.

 

 

 

O levantamento feito pelo JMais considera os boletins diários divulgados pelas secretarias de Saúde das dez cidades.