terça-feira, 28

de

setembro

de

2021

ACESSE NO 

Pelo quarto dia seguido, hospitais de SC têm recorde de internados na UTI

Últimas Notícias

- Ads -

Dos 1.563 leitos disponíveis de UTI, 1.410 estão ocupados, a maioria por pacientes com covid-19

 

 

 

Pelo quarto dia seguido, nesta terça-feira, 23, Santa Catarina quebrou recorde de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes com covid-19. A ocupação total de leitos superou os 90%. Dos 1.563 leitos disponíveis, 1.410 estavam ocupados. Destes, 774 por pacientes com covid-19.

 

 

 

A região do Planalto Norte só aumenta a taxa de ocupação, tendo chegado a 88,36% nesta terça-feira.

 

 

 

 

 

Os hospitais da Grande Florianópolis enfrentam um cenário de colapso. Relatos de diferentes unidades dão conta de que o atendimento está superlotado para dar conta de suportar os casos de covid-19 que se acumulam nos últimos dias. Um médico intensivista do Hospital Universitário da UFSC, em Florianópolis, contou ao colunista Ânderson Silva, da NSC Total, que cada vez mais jovens estão sendo internados. Nesta terça-feira, por exemplo, o profissional teve que escolher dois entre quatro pacientes para ocupar as vagas disponíveis de internação. Nos últimos dias, os médicos intensivistas perceberam uma mudança significativa no perfil dos pacientes que estão internados. Agora eles são mais jovens.

 

 

 

 

O avanço da pandemia deve levar o Estado a anunciar novas restrições nesta quarta-feira, 24.

 

 

 

 

 

 

APAGÃO

Canoinhas vive um apagão no número total de internados e casos diagnosticados de covid-19. Desde sexta-feira, 19, a Secretaria Municipal de Saúde não emite boletim com os dados.

 

 

 

 

VACINA

Santa Catarina receberá novas doses da vacina contra a covid-19. O governo do Estado confirma o envio de 59,5 mil imunizantes da Astrazeneca entre esta quarta e quinta-feira, 25. Depois da chegada em Florianópolis, as doses são enviadas pelos municípios pela Secretaria de Estado da Saúde. A vacinação está suspensa em todo o Estado desde o começo da semana por falta de doses.

 

 

 

 

O secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, enviou nesta terça-feira, 23, um ofício ao governador Carlos Moisés (PSL) em que informa sobre a aprovação definitiva da vacina da Pfizer pela Anvisa, e manifesta intenção de compra de doses para o Plano Estadual de Imunização. A manifestação coincide com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que autoriza estados e municípios a adquirirem vacinas contra a covid-19.