Pelo menos 941 pessoas aguardam por cirurgia no Hospital Santa Cruz

Telma elaborou o requerimento/ Sérgio Teixeira da Silva /Divulgação

Vereadora Telma Bley elencou por meio de requerimento uma série de questionamentos ao HSCC

 

ELETIVAS

Os vereadores de Canoinhas vão encaminhar requerimento ao Hospital Santa Cruz (HSCC) questionando a paralisação das chamadas cirurgias eletivas (as que não são urgentes). Conforme levantamento feito junto ao sistema de regulação da Secretaria de Saúde, os vereadores constataram que há 941 pessoas aguardando as cirurgias. O levantamento por especialidade atinge os seguintes números:

 


596 cirurgia geral

14 ginecologia

94 oftalmologia

134 ortopedia

103 otorrinolaringologia

 

Os vereadores demonstraram preocupação com o gasto com exames pré-operatórios, bancados com recursos públicos e que perdem a validade pela demora.

 

Os vereadores questionam o motivo para o cancelamento das cirurgias eletivas, o prazo para retomada dos serviços e quem arcará com o custo dos exames pré-operatórios que passem da validade.

 

Vão além ao questionar que, como a maioria dos equipamentos existentes no centro cirúrgico, Unidade de Terapia Intensiva, Diagnóstico por Imagem, insumos médicos hospitalares e outros produtos foram custeados com recursos públicos, como se aplica a questão da legalidade, considerando que é para uso prioritário de usuários do SUS. Encerra questionando se o HSCC paralisou também os procedimentos cirúrgicos para usuários de planos privados e particulares, já que esses pacientes usam os mesmos equipamentos.

 

 

Telma Bley (MDB), que elaborou o requerimento, lembrou que a paralisação está atingindo os mais carentes. “Os médicos dizem que nem avisados foram, estão lá para fazer  30 cirurgias por mês, porque estão fazendo nove? Chega dessa brincadeira. Não estou aqui contra diretor ou quem quer seja, estou aqui a favor da população. Será que paralisaram tudo ou só para os pacientes carentes?”, questionou.

 

Apenas a vereadora Norma Pereira (PSDB) não assinou o requerimento alegando o fato de compor o Conselho Deliberativo do HSCC.

 

 

FRANCO-ATIRADOR

Secretário de Desenvolvimento Econômico de Canoinhas, Paulo Machado deixa o cargo atirando. Ele tem certeza que sua saída é articulação de vereadores que ficaram contrariados com sua ação na pasta. Com sutileza mandou recados em entrevista ao programa Fala Cidade, da 98FM, nesta segunda-feira, 18.

 

 

 

EU VOU, MAS MEU CORAÇÃO FICA…

 



 

APOSENTADOS

Um levantamento feito pela equipe econômica do governo Bolsonaro revelou que em cinco Estados a remuneração total dos aposentados é superior aos gastos com os funcionários ativos. O líder é o Rio de Janeiro, com R$ 1,1 bilhão. Em seguida vem o Rio Grande do Sul com R$ 582 milhões e Minas Gerais com R$ 572 milhões. Santa Catarina aparece em quarto lugar com R$ 405 milhões de gastos com inativos.

 

 

E O CAFEZINHO?

Enquanto o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) anuncia economia com o cafezinho, o presidente da SC-PAR, que se anuncia como braço empreendedor do Estado, Jamazi Ziegler, esbanja ostentação. Ele abriu licitação para contratar um banquete para o estande do Porto de Imbituba na Feira Intermodal de São Paulo.  Vai de bobó de camarão a queijo brie com geleia de frutas vermelhas.

 

 

SECRETÁRIO NA ALESC

O secretário da Fazenda, Paulo Eli, estará nesta terça-feira, 19, a partir das 16h, na Alesc para esclarecer dados sobre os decretos do ex-governador Eduardo Pinho Moreira (MDB), cancelando incentivos e elevando alíquotas do ICMS para mais de 80 mil produtos, incluídos até os da cesta básica.

 

 

REAÇÃO

A direção estadual do PSDB emitiu nota dizendo que recebe com surpresa a desfiliação do ex-prefeito de Blumenau Napoleão Bernardes. Leia a nota na íntegra:

 

 

“No momento em que se prepara para o início do período de convenções municipais, O PSDB/SC vem a público agradecer pelos quase 20 anos de militância e serviços voluntários prestados por Napoleão Bernardes ao partido.

 

 

Liderança jovem, conquistou mandatos com índices históricos defendendo os fundamentos da Social Democracia, ajudando a fazer com que o PSDB se tornasse uma das principais siglas partidárias do Estado.

 

 

Com o respaldo tucano, aceitou o convite para participar das eleições de 2018 na condição de candidato a vice-governador, e cumpriu o papel com retidão e lealdade ao PSDB e à coligação.

 

 

Com o recado das urnas, que apontou o caminho para a mudança, o PSDB tanto em nível estadual quanto em nível nacional está se preparando para a renovação, sem deixar de defender a Democracia.

 

 

É com a Democracia que o PSDB/SC respeita a decisão de Napoleão Bernardes e manifesta gratidão pelo período em que defendeu a bandeira tucana, desejando sucesso em sua busca pela própria renovação.”

Deixe seu comentário: